Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

BRDE estima em R$ 1 bilhão socorro para recuperação econômica de Santa Catarina

As empresas atingidas pelas chuvas em Santa Catarina já podem procurar o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para buscar recursos que serão utilizados na recuperação da atividade econômica. O BRDE calcula que as medidas movimentem cerca de R$ 1 bilhão.
O BNDES divulgou medidas de apoio emergencial ao governo catarinense e às empresas da região localizadas nos municípios que declararam estado de calamidade pública ou situação de emergência. A proposta de socorro financeiro foi apresentada em dezembro, em Florianópolis, pelo presidente do BRDE, Mario Bernd, e pelo governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira, ao presidente do BNDES, Luciano Coutinho.
O pacote aprovado pelo BNDES inclui a ampliação do Programa de Apoio à Revitalização de Empresas (Revitaliza), com condições especiais de financiamento; a criação do Programa de Apoio Emergencial Santa Catarina (Paesc) para micro, pequenas e médias empresas e a criação do Programa de Refinanciamento de Créditos (Refin Especial). Esta última concessão de linha, destinada às empresas que já são clientes do BRDE, vai movimentar R$ 350 milhões. O Paesc, programa especialmente criado para apoio emergencial, deve movimentar R$ 500 milhões.
Na região afetada pelas enchentes, o BRDE registra 447 operações ativas, com um saldo total de R$ 356,1 milhões. A solicitação de refinanciamento deverá ser protocolada pelos clientes até 31 de março, sendo que, no caso do Paesc, o prazo se estende até 29 de junho. Os produtores rurais das regiões atingidas pelas enchentes já foram atendidos com prorrogação das parcelas vencidas e linhas especiais de crédito pelo Pronaf e demais programas agrícolas.
Fonte:Assessoria de Comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.
06/01/2009