Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Anfavea diz que venda de veículos novos aumentou quase 15% em 2008

A venda total de veículos novos em 2008 aumentou 14,5% com relação a 2007, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Em 2008 foram licenciados 2,82 milhões de veículos, contra 2,46 milhões em 2007. O resultado é o maior da série histórica, segundo a entidade. Na comparação de dezembro com o mês anterior houve aumento de 9,4%. Em dezembro foram vendidos 194.486 veículos e em novembro 177.823. Já com relação a dezembro de 2007, quando foram vendidos 242.240, houve queda de 19,7%.
A produção em 2008 chegou a 3,21 milhões de unidades, 8% a mais do que foi produzido em 2007, o que também é considerado recorde, na avaliação da Anfavea. Em dezembro foram produzidas 102.053 unidades, 47,1 % a menos do que em novembro quando a produção foi de 193.062 veículos. Com relação a dezembro de 2007 a queda foi de 54,1%. Em dezembro de 2007 foram produzidas 222.132 unidades.
As exportações caíram 7,9% em 2008, com 727.283 unidades comercializadas no mercado externo contra 789.379 no ano anterior. Em dezembro as exportações chegaram às 41.347 unidades contra 48.260 em novembro (-14,3%). Com relação a dezembro de 2007, a queda foi de 26,1%. Nesse período foram exportados 55.985 veículos. “As exportações enfrentam problemas mais contundentes porque alguns mercados tradicionais tem apresentado quedas importantes, por isso prevemos um ano muito difícil em 2009”, disse o presidente da Anfavea, Jackson Schneider.
Segundo ele, a expectativa de vendas e produção no mercado interno para 2009 é positiva, mas é preciso mais tempo e cuidado para avaliar o andamento do setor. “As medidas do governo, anunciadas em dezembro, foram implementadas mais no final do mês. Muito pouco tempo para sabermos de sua dimensão, mas já se nota que foram extremamente positivas e na direção certa”.
O número de postos de trabalho caíram 2,4% em dezembro, com 127.993 pessoas empregadas ante as 131.201 que trabalhavam no setor em novembro. Segundo Schneider, as demissões foram motivadas pelo setor de máquinas agrícolas, que enfrenta queda nas vendas e nas exportações, que vêm caindo desde o meio do ano. “Cabe a cada montadora buscar o melhor desenho junto ao diálogo com sua comissão de fábrica e sindicatos. O que é importante é que esse diálogo aconteça e que soluções sejam encontradas”, disse o presidente da Anfavea.
As máquinas agrícolas apresentaram queda de 14,1% nas vendas em dezembro, com 3.677 unidades comercializadas, contra 4.283 em novembro. Com relação a dezembro de 2007 houve aumento de 31,9%. No ano foram vendidas 54.421 unidades, 42% a mais do que em 2007.
Schneider destacou que o grande desafio atualmente é fazer com que o carro usado retorne à sua atividade normal, e para isso é preciso buscar alternativas, para estimular a compra e venda desses automóveis. “Vamos avaliar o que pode ser feito e eventualmente o governo pode ser um aliado importante para que alguma coisa seja implementada”, disse o presidente da Anfavea. (Flávia Albuquerque)
Fonte:Agência Brasil.
08/01/2009