Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Empresas apostam na Gulfood para aumentar exportações

De setores como leite, achocolatados, biscoitos, mel e café, companhias brasileiras investem na feira alimentícia para iniciar ou ampliar as vendas para países do Oriente Médio e Norte da África.
As empresas brasileiras estão cada vez mais atentas ao potencial de negócios da Gulfood, feira da indústria alimentícia que ocorre em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A edição deste ano será realizada de 23 a 26 de fevereiro. Ontem (21), representantes de 10 das 12 empresas que farão parte do estande organizado pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira e Ministério da Agricultura (Mapa), participaram de uma reunião preparatória na sede na Câmara, em São Paulo.
De setores como leite, achocolatados, biscoitos, mel e café, as empresas apostam na oportunidade de iniciar ou ampliar as vendas para os países do Oriente Médio e Norte da África. A empresa paulista Novo Mel, que já exporta mel e própolis para Angola, México, China e Japão, participa da feira pela primeira vez. “Estamos trabalhando esse mercado há cerca de um ano e meio e já tínhamos a Gulfood na mira. Decidimos antecipar nossa participação, anteriormente planejada para 2010, porque acreditamos que, no momento em que o mundo passa por uma crise, temos que justamente trabalhar mais forte e buscar oportunidades em mercados como o árabe”, destaca o empresário Carlos Pamplona Rehder.
A Savon, empresa do grupo CBA, que produz cestas básicas, vai participar da Gulfood pela segunda vez consecutiva. Neste ano, o grande objetivo é conseguir um distribuidor local. “A edição passada foi muito boa, fizemos ótimos contatos. Inclusive estamos negociando com dois empresários da Arábia Saudita que visitaram nosso estande em 2008. Devemos concretizar negócios com um importador que pretende usar sua marca própria e um distribuidor que vai colocar nossas marcas Paladar e Palate na região”, conta a gerente de exportações Giselle Bissoli.
De acordo com Bissoli, o departamento de exportação da empresa foi criado em 2007 e, apesar do pouco tempo de trabalho, as cestas básicas da Savon já são exportadas para Canadá, Panamá, República Dominicana, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Japão, Angola, Senegal e Madagascar. “No mercado interno nós já chegamos a todos os estados. Para crescer tivemos que buscar novos mercados.”
Quem também vai participar da Gulfood pela segunda vez é a Serlac, trading do grupo Itambé. “Queremos divulgar melhor nossos produtos e ampliar o número de importadores, pois dobramos nossa produção em 2008”, afirma Janaína Azevedo, trader da companhia para o mercado do Oriente Médio.
A empresa produz mensalmente 11 mil toneladas de leite em pó, 4 mil toneladas por mês de leite evaporado e 10 mil toneladas de leite condensado. Hoje os países árabes respondem por 10% das 8 mil toneladas mensais exportadas. “A meta é chegar a 18% em 2009”, conta Janaína.
Vitrine
O diretor do Departamento de Promoção Internacional do Mapa, Eduardo Sampaio Marques, destacou que o investimento e o esforço de todos serão recompensados. “No ano passado a feira foi impressionante, principalmente para setores como lácteos e bebidas não alcoólicas. Este ano o movimento deve ser um pouco menor, mesmo assim estamos bastante otimistas. Mesmo com toda a mudança que ocorreu no mundo, a feira deve continuar com boa visitação e volume de negócios”, disse Marques.
“Aquela região toda vai crescer acima da média mundial e alimentos são os últimos itens a serem cortados. Pretendemos fazer pelo menos mais uma ação lá em 2009, provavelmente em algum outro país e novamente em parceria com a Câmara Árabe”, completou o Diretor.
Presença Brasileira
Além do estande organizado pela Câmara Árabe e Mapa, o Brasil será representado na feira por estandes de grandes empresas exportadoras como Sadia e Perdigão, e de entidades como Abef (Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos), Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne), Ibraf (Instituto Brasileiro de Frutas) e ainda o estande Sabores do Brasil, organizado pela Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos) em parceria com a Câmara.
"O combinado entre as entidades é manter uma comunicação visual entre os estandes para divulgar a marca do Brasil como fornecedor de alimentos", disse a gerente de Marketing da Câmara Árabe, Andréa Monteiro.
A Feira
A Gulfood é voltada para toda a cadeia de alimentos e bebidas, desde os equipamentos para a indústria até alimentos prontos para o consumo. Durante a feira também serão realizados eventos paralelos, como o Ingredients Middle East, para fornecedores de matérias-primas para a indústria; o Restaurant & Café Middle East, para fornecedores do ramo de restaurantes; e o Emirates International Salon Culinaire, um concurso entre chefs de cozinha.
Mais informações: Site: www.gulfood.com
(Geovana Pagel geovana.pagel@anba.com.br Geovana Pagel/ANBA)
Fonte: ANBA - Agência de Notícias Brasil-Árabe.
23/01/2009