Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Rodada de Negócios da Brasil Offshore terá 720 reuniões

A 12ª Rodada de Negócios no setor de petróleo e gás offshore será realizada pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip) e pelo Sebrae/RJ na Brasil Offshore 2009, nos dias 17 e 18 de junho, no Centro de Exposições Jornalista Roberto Marinho, em Macaé. A iniciativa realizará 720 reuniões entre 19 grandes companhias do segmento de óleo e gás e 120 potenciais fornecedores - empresas de pequeno e médio porte. A expectativa inicial é gerar R$ 60 milhões em negócios.
Esta será a terceira vez que a Brasil Offshore sedia a Rodada de Negócios. As empresas âncora que estarão presentes são Aibel, Chevron, El Paso, Estaleiro Atlântico Sul, Estaleiro Maclaren, Estaleiro Mauá, FMC, Global, Petrobras, Repsol, Schlumberger, Setal Engenharia, Shell, Superpesa, Technip, Transocean, Ultratec, Weatherford e Wellstream do Brasil.
Para as pequenas empresas, a Rodada de Negócios é uma oportunidade de apresentar produtos e serviços, ampliando seu mercado potencial e, assim, fortalecer a cadeia de suprimento local. Já para as grandes empresas, que divulgam suas demandas com antecedência, é a chance de avaliar alternativas de suprimento de bens e serviços mais vantajosos, o que possibilita alcançar melhores condições de competitividade.
A grande novidade é que nesta rodada ocorrerá o 1º Encontro de Negócios, também organizado pela Onip, em parceria com as unidades do Sebrae do Rio e da Bahia. Como ocorre no Encontro Nacional de Negócios (Eneg) do setor de óleo, gás e naval, empresas fornecedoras poderão escolher outras para atender à demanda de produtos que integram a cadeia de suprimento do setor, mas que não são demandadas diretamente pelas grandes empresas.
Com o encontro, será possível ampliar as oportunidades de negócios entre as diversas empresas de diferentes portes da cadeia produtiva do setor de petróleo. As fornecedoras são cadastradas no Sebrae e qualificadas para atender a todos os compradores interessados em seus serviços. Estão previstos cerca de 250 agendamentos neste primeiro Eneg.
Outras novidades desta edição da Rodada são o atendimento ao cadastro Petrobras e a presença do BNDES/Finame, que prestará atendimento às empresas participantes com informações sobre o cadastramento para acesso a financiamentos para produção e comercialização de máquinas e equipamentos.
Haverá ainda uma área de atendimento sobre o cadastro Onip de Bens e Serviços e sobre o Sistema de Cadastro de Fornecedores para o Segmento Brasileiro de Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural (CadFor).
Sobre a Brasil Offshore
A 5ª edição da Brasil Offshore – terceira maior feira do setor de petróleo e gás offshore do mundo - ocorrerá de 16 a 19 de junho, em Macaé. A feira reúne toda a cadeia produtiva de exploração e produção offshore, incluindo multinacionais, grandes, médias, pequenas e microempresas. Em paralelo, além da Rodada de Negócios, haverá a conferência internacional Brazil Offshore: The Next Frontier e o Espaço Socioambiental.
A Brasil Offshore receberá 636 expositores (498 companhias nacionais e 138 estrangeiras) – 18% a mais que em 2007, quando ocorreu a última versão. Outro aumento registrado foi o do tamanho da feira: uma área 15% maior em relação a 2007, totalizando um espaço de cerca de 31 mil m2. No total, estarão presentes 1,3 mil marcas de 34 países, entre eles os estreantes Trinidad Tobago, Eslovênia, Cingapura e Emirados Árabes.
De acordo com o Instituto Brasil de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), os investimentos em petróleo e gás no país, até 2013, chegam a US$ 195 bi, sendo a Petrobras responsável por 82% deste valor.
Macaé, a “oil town” brasileira, sedia a feira desde 2001, por ser a principal base operacional para a exploração, perfuração e extração de mais de 80% de todo o petróleo do país. Seu PIB per capita é 30% maior do que a média nacional, concentra mais de 3500 empresas associadas à indústria de petróleo e ainda abriga a Unidade de Negócios da Bacia de Campos da Petrobras. A Brasil Offshore representa para Macaé uma excelente oportunidade de crescimentos e faturamento, já que movimenta toda a economia do município.
Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro
15/06/2009