Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Mato Grosso amplia exportações

Mato Grosso sobe mais uma posição no ranking dos maiores exportadores brasileiros e ocupa agora a sexta colocação. O estado responde por 6,45% do total das vendas externas do país e mantém a maior taxa de crescimento nacional. Os demais estados registraram, em maio, variação negativa. O superávit na balança comercial já acumula US$ 3,34 bilhões, valor 27% maior do que no do mesmo período do ano passado, o que corresponde a 36% do saldo comercial do país. Em maio, as exportações estaduais foram de US$ 873,65 milhões.
A Ásia e a União Européia continuam como os principais destinos dos produtos mato-grossenses, com, respectivamente, 46% e 36% do total exportado. A China, com 30%, lidera o ranking seguida da Holanda (10%), Espanha (6%) e Reino Unido (4%). “Mesmo com a crise, é possível visualizar para Mato Grosso um cenário de crescimento econômico, em função da forte correlação entre as exportações e o PIB (Produto Interno Bruto) estadual, já que as vendas externas representam mais de 30% do valor adicionado”, avaliou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), Mauro Mendes.
As importações estaduais acumulam US$ 235,24 milhões, queda de 44% em relação ao mesmo período do ano passado. Os principais fornecedores externos foram, pela ordem, os Estados Unidos com 22,6%, a Alemanha com 22% e a Rússia com 18%, seguidos de diversos outros com menores participações. De acordo com o assessor econômico da FIEMT, Carlos Vitor Timo, os "ganhos cambiais" já acumulam R$ 1,42 bilhão. “Porém, esse panorama encontra-se ameaçado pela cotação média do dólar, abaixo de R$ 2,00. Se persistir, reduzirá a compensação pelo câmbio da queda das cotações internacionais dos produtos da pauta estadual, o que preocupa o setor exportador de nossa economia."
(Agência CNI)
Fonte:ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
22/06/2009