Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Balança tem superávit de US$ 894 milhões na 3ª semana de julho

Foto: Ministério do Desenvolvimento.

A terceira semana de julho (dos dias 13 a 19), com 5 dias úteis, apresentou balança comercial superavitária em US$ 894 milhões (média diária de US$ 178,8 milhões). O saldo positivo decorreu de exportações de US$ 3,339 bilhões (média diária de US$ 667,8 milhões) e importações de US$ 2,445 bilhões (média diária de US$ 489 milhões). A corrente de comércio no período foi de US$ 5,784 bilhões (média diária de US$ 1,157 bilhão). Pela média diária, as exportações na terceira semana de julho apresentaram desempenho 12,5% maior ao verificado no mês até a segunda semana (US$ 593,7 milhões). Nessa comparação, foram observadas evoluções nos embarques brasileiros de produtos das três categorias: básicos (+25,1%) – principalmente, petróleo em bruto, soja em grão, carne bovina e café em grão –, manufaturados (+1,6%) – com destaque para óleos combustíveis, aviões, gasolina, autopeças e etanol – e semimanufaturados (+1,1%) - por conta de açúcar em bruto, celulose, óleo de soja em bruto e ferro-ligas.
A média diária das importações registrou alta de 12% sobre o desempenho verificado até a segunda semana do mês (US$ 436,5 milhões), em virtude de crescimento dos gastos brasileiros com equipamentos mecânicos, combustíveis e lubrificantes, aparelhos eletroeletrônicos, automóveis e partes e produtos químicos orgânicos e inorgânicos.
Mês
No acumulado do mês, com 13 dias úteis, a balança apresentou superávit de US$ 2,151 bilhões (média diária de US$ 165,5 milhões), com corrente de comércio em US$ 14,025 bilhões (média diária de US$ 1,079 bilhão). Os valores são resultados de exportações de US$ 8,088 bilhões (média diária de US$ 622,2 milhões) e importações de US$ 5,937 bilhões (média diária de US$ 456,7 milhões).
Nas três semanas de julho, ainda pelo critério da média diária, as exportações brasileiras caíram 30% em relação ao desempenho verificado em julho do ano passado (US$ 889,2 milhões), em função de produtos das três categorias: semimanufaturados (-44,4%) – por conta de alumínio em bruto, ferro fundido, ferro-ligas, semimanufaturados de ferro e aço, catodos de cobre e óleo de soja em bruto –, manufaturados (-35,3%) – principalmente, óleos combustíveis, aviões, automóveis, bombas e compressores, etanol, laminados planos, motores e geradores – e básicos (-18%) – em virtude de minério de cobre, minério de ferro, carnes bovina, de frango e suína, e soja em grão.
Em relação a junho de 2009, a média diária das exportações decresceu 9,7% (de US$ 689 milhões para US$ 622,2 milhões), por conta das vendas de produtos manufaturados (-10,9%), semimanufaturados (-9,9%) e básicos (-8,1%).
As importações brasileiras até a terceira semana do mês registraram média diária de US$ 456,7 milhões, valor 38,7% menor que a verificada em julho de 2008 (US$ 744,4 milhões) por conta de retração das compras brasileiras de adubos e fertilizantes (-59,1%), combustíveis e lubrificantes (-54,5%), produtos siderúrgicos (-49,9%), equipamentos eletroeletrônicos (-36,3%), automóveis e partes (-34,3%) e equipamentos mecânicos (-33,4%).
Sobre o desempenho verificado em junho deste ano (média diária de US$ 468,7 milhões), houve retração de 2,6%, com registros de queda nas aquisições brasileiras de produtos como siderúrgicos (-22,6%), automóveis e partes (-15,2%), instrumentos de ótica e precisão (-4,7%), combustíveis e lubrificantes (-4,4%) e equipamentos eletroeletrônicos (-3,3%).
Ano
Até a terceira semana de julho, o ano acumula 135 dias úteis. Nesse período, as exportações brasileiras somam US$ 78,040 bilhões (média diária de US$ 578,1 milhões). Esse desempenho ficou 22,7% menor que a média diária verificada no mesmo período do ano passado (US$ 748,1 milhões).
As importações, na mesma comparação, totalizaram US$ 61,902 bilhões, com uma média diária de US$ 458,5 milhões, índice 29,6% menor que a performance média diária registrada de janeiro à terceira semana de julho de 2008 (US$ 651,1 milhões).
No período, o saldo comercial acumulou US$ 16,138 bilhões, com média diária de US$ 119,5 milhões. Por esse critério, o desempenho foi 23,2% maior que o observado no mesmo período de 2008 (média diária de US$ 97 milhões).
Fonte:Ministério do Desenvolvimento.
20/07/2009