Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Exportações de mel crescem 112%

As vendas externas brasileiras do produto alcançaram US$ 38,8 milhões no semestre. Os Estados Unidos seguem como um dos principais compradores.
As exportações brasileiras de mel, neste primeiro semestre, mostram resultados positivos. De janeiro a junho deste ano, a receita das exportações alcançou US$ 38,84 milhões e as quantidades comercializadas foram de 15,73 mil toneladas. Os números revelam um crescimento de 112,3% em valor e de 92,4% em quantidade frente ao registrado no balanço do mesmo período de 2008.
Neste primeiro semestre de 2009, o preço médio do mel foi de US$ 2,47/Kg. No período, o menor preço foi obtido por Minas Gerais (US$ 2,17/Kg) e os melhores preços por Mato Grosso (US$ 2,90/Kg) e pelo Ceará (US$ 2,89/Kg).
Os Estados Unidos foram o principal comprador do mel brasileiro. O país absorveu o equivalente a 64% das vendas do produto no exterior (US$ 24,86 milhões). O segundo país de destino do mel brasileiro foi a Alemanha (US$ 8,16 milhões). Em seguida, vêm o Reino Unido (US$ 3,15 milhões) e o Canadá (US$ 1,31 milhão).
Os dados constam de levantamento consolidado pelo analista do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Reginaldo Resende. A referência é o Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
De acordo com Reginaldo, o resultado desse primeiro semestre é atípico. “Esse ‘boom’ nos primeiros meses do ano é diferente do que se verifica em toda a história do setor. Tudo indica que nesse período o mercado estava recompondo seus estoques de mel. A procura pelo produto brasileiro foi forte, especialmente por conta das secas na Argentina e do desaparecimento de abelhas nos Estados Unidos e na Europa”, explica.
No mês passado, as exportações alcançaram US$ 5,137 milhões e 2,069 mil toneladas. O resultado é positivo na comparação com o mês de junho de 2008, com aumento de 19,9% na receita e de 24,5% nas quantidades exportadas de mel. Já na comparação com o mês de maio, a análise é de queda de 35,6%, em valor, e de 32,7%, em peso. (Agência Sebrae)
Fonte:ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
22/07/2009