Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Exportações de café cresceram 4,7%

O Brasil exportou 2.184.571 de sacas da café no mês de julho, volume que representa um aumento de 4,7% em comparação ao mesmo período do ano passado. O tipo arábica respondeu por 84% das exportações.
As exportações brasileiras de café no mês de julho alcançaram um volume de 2.184.571 sacas, para uma receita de US$ 301,1 milhões. Esse volume representa um aumento de 4,7% em comparação a julho do ano passado, enquanto a receita mostrou queda de 11,7% no comparativo do mesmo período de 2008. No acumulado do ano o volume exportado foi de 17.060.131 sacas, para uma receita acumulada até julho de US$ 2,3 bilhões. Os dados foram divulgados ontem (6), pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé). O balanço do Cecafé mostrou, com relação à qualidade do café exportado, que do total de sacas comercializadas no último mês, o tipo arábica respondeu por 84%, enquanto o robusta ficou com 6%, e o solúvel com 10%. Considerando-se os últimos doze meses, o Brasil exportou 31.516.425 de sacas, para uma receita de US$ 4,6 bilhões.
De janeiro a julho, os principais mercados importadores do café brasileiro foram, conforme levantamento do Cecafé por continentes, em primeiro lugar Europa (com 9,5 milhões de sacas compradas), América do Norte (3,7 milhões de sacas) e Ásia (2,8 milhões de sacas). Quanto aos países de destino, também entre janeiro e julho, os primeiros quatro lugares foram: Estados Unidos (3,4 bilhões de sacas compradas); Alemanha (3,3 milhões de sacas), Itália (1,4 milhões de sacas), e Japão (1,3 milhões de sacas).
O porto de Santos, em São Paulo, continua liderando os embarques, com um volume de 12,5 milhões de sacas (73,4% do total). O segundo lugar fica com Vitória, no Espírito Santo, com 2,5 milhões de sacas embarcadas (14,7%) e o terceiro com o Rio de Janeiro, com 1,5 milhões de sacas embarcadas (9,1%).
Fonte:ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
07/08/2009