Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Estimativa do PIB em 2010 sobe para 4,5%

Analistas do mercado financeiro aumentaram a projeção para o crescimento da economia, que há quatro semanas era de 4%. Para este ano, foi mantida a estimativa de estabilidade.
Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) aumentaram a projeção para o crescimento da economia em 2010. A estimativa para a alta do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 4,20% para 4,50%. Há quatro semanas essa projeção era de 4%. Para este ano, foi mantida a estimativa de estabilidade. Essas informações constam do boletim Focus, publicação semanal elaborada pelo BC com base em projeções de analistas do mercado financeiro para os principais indicadores da economia.
Em relação à produção industrial neste ano, os analistas preveem retração de 7,24%, estimativa levemente melhor do que o projetado no boletim anterior (7,25%). Para 2010, foi mantida a previsão de recuperação, com crescimento de 6%.
Os analistas alteraram a projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB, que passou de 43,10% para 43,25% neste ano e subiu de 41% para 41,20% em 2010. A expectativa para a cotação do dólar ao final deste ano e de 2010 foi mantida em R$ 1,80.
A previsão para o superavit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) neste ano subiu de US$ 25 bilhões para US$ 25,3 bilhões. Em 2010, foi mantida em US$ 18 bilhões.
Para o deficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior) neste ano, os analistas também não fizeram ajustes e mantiveram a estimativa de US$ 15 bilhões. Para 2010, foi alterada a projeção de US$ 22,8 bilhões para US$ 23,6 bilhões.
A estimativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país), em 2009, foi mantida em US$ 25 bilhões e, no próximo ano, em US$ 30 bilhões.
(Agencia Brasil)
Fonte:ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
28/09/2009