Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Brasil aumenta vendas ao Norte de África

O Norte da África foi a região, no mundo árabe, que mais aumentou suas importações do Brasil entre janeiro e outubro deste ano. Elas cresceram 1,9%. As compras do Golfo Arábico recuaram.
As vendas de açúcar continuam dando impulso ao comércio do Brasil com o mercado árabe. No acumulado dos primeiros dez meses do ano, as exportações brasileiras aos países árabes africanos, que são os que mais compram a commodity brasileira na região, cresceram 1,9% sobre o mesmo período de 2008. O Brasil teve receita de US$ 2,6 bilhões com exportações às nações árabes do Norte da África entre janeiro e outubro deste ano.
"A demanda por produtos que estão crescendo, nas exportações do Brasil aos países árabes, foi maior nesta região”, explica o gerente de Desenvolvimento de Mercado da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Rodrigo Solano, a respeito do aumento das exportações brasileiras para o Norte da África. O açúcar foi o segundo produto mais exportado pelo Brasil ao mundo árabe entre janeiro e outubro, com receita de US$ 1,99 bilhão e aumento de 46,99%.
As exportações do Brasil para o mercado árabe como um todo recuaram 4,8% nos primeiros dez meses do ano sobre igual período de 2008 e ficaram em US$ 7,6 bilhões. O número foi bastante influenciado pela queda nas vendas aos árabes do Golfo Arábico, que foi de 9,56% no período, com US$ 4,1 bilhões. O Golfo é a região árabe que mais compra, em percentual, do Brasil. Já a região do Levante aumentou as compras em 0,6% para US$ 836,9 milhões.
O Golfo Arábico é formado por Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Kuwait e Omã e no continente africano estão localizados os países árabes Argélia, Ilhas Comores, Egito, Djibuti, Líbia, Marrocos, Mauritânia, Somália, Sudão e Tunísia. Os países árabes do Levante são Jordânia, Líbano, Síria e Iraque. No Norte da África, a Argélia é o país que mais importa produtos brasileiros.
Carnes, aeronaves, etc...
Entre os quatro principais produtos da pauta de exportações do Brasil ao mundo árabe no acumulado do ano, o açúcar e as aeronaves tiveram alta. As vendas de aeronaves e suas partes ficaram em US$ 272,3 milhões, com aumento de 40%. Entre os compradores árabes de aviões brasileiros estiveram Emirados, Egito e Arábia Saudita. Os outros dois principais itens exportados tiveram quedas nas vendas. As carnes em 9,71% para US$ 2,2 bilhões, e os minérios em 40,34% para US$ 767,66 milhões.
As carnes foram, entre janeiro e outubro, o principal produto que o Brasil vendeu ao mercado árabe, apesar da queda. “Num ambiente de crise há queda pela demanda, ocorre a substituição da proteína por outra mais barata ou até mesmo a retirada da proteína da alimentação”, explica Solano. Ele fala que a concentração da exportação brasileira aos árabes em poucos produtos deixa às vendas do país vulneráveis às flutuações destes setores.
No mês de outubro individualmente o Brasil teve receita de exportações ao mercado árabe de US$ 811,6 milhões, com queda de 18% sobre o mesmo mês de 2008. No mês as importações brasileiras de produtos árabes recuaram ainda mais, 46%, e ficaram em US$ 498,46 milhões. No acumulado do ano até outubro, as importações estão em US$ 9,2 bilhões, com queda de 52,9%. O Brasil importa do mundo árabe basicamente petróleo e seus derivados. (Isaura Daniel)
Fonte: ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
12/11/2009