Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Empresas precisam se preparar para competir no mercado interno e externo

A globalização é uma realidade e o Brasil é um mercado altamente atrativo para o mercado internacional. O País tem, por exemplo, a 5ª maior população do mundo, é o 8º país em termos de Produto Interno Bruto (PIB), as instituições financeiras são sólidas, o risco Brasil é baixo e mesmo com os reflexos da crise financeira mundial, em 2008, o País continuou crescendo.
Essa realidade deixa as empresas sem poder escolher se querem ou não competir com as empresas estrangeiras, pois mesmo que elas não queriam exportar, essa competição se dá dentro do próprio País. E elas precisam estar preparadas tanto para enfrentar essa concorrência quanto para aproveitar as oportunidades trazidas pela globalização. Por isso é importante a internacionalização das empresas.
A avaliação é da gerente da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae, Wang Ching, apresentada nesta quinta-feira (26) no encontro nacional de gerentes e coordenadores da área de acesso à mercados do Sebrae. “A internacionalização das empresas busca a competitividade do segmento preparando-as para competir por mercados internacionais e dentro do País com concorrentes internacionais, e também para aproveitar oportunidades globais como aprendizado, de inovação, de novos fornecedores e compradores”, resumiu.
Com este objetivo o Sebrae, junto com parceiros, desenvolve o Programa de Internacionalização das Micro e Pequenas Empresas. Entre os objetivos estão o aumento do número de empresas exportadoras no segmento e a elevação do volume e da qualidade das suas exportações. A meta é atender a 5,2 mil empresas até o final de 2010 e inserir 1,1 mil empresas no mercado internacional.
As ações com esse fim incluem o auto-diagnóstico, que é um questionário feito on-line e que visa ajudar os empresários a entender o estágio em que a sua empresa está no processo de internacionalização e que é a primeira fase do processo de atendimento.
As ações incluem atendimento on-line e presencial, consultoria, plano de internacionalização das empresas, missões empresariais e iniciativas de promoção comercial, além de eventos como o circuito Encontro de Comércio Exterior (Encomex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC); e a jornada de comércio exterior, do Banco do Brasil.
De acordo com a analista de mercado do Sebrae, Louise Machado, de janeiro a novembro 2009 mais de três mil empresas já foram atendidas pelo programa via auto-diagnóstico, cursos online e via projetos específicos que já estão sendo desenvolvidos em cinco Estados: Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Sergipe. (Agência Sebrae)
Fonte: ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
30/11/2009