Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Brasil quer aumentar exportações de ovos

No ano passado foram embarcadas 37 mil toneladas do produto. Para estimular as vendas, a Abef prevê realizar uma série de ações no exterior, inclusive em Dubai.
Para estimular as exportações brasileiras de ovos, a Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef) prevê realizar uma série de ações, internamente e no exterior, o que inclui a divulgação do produto em Dubai, nos Emirados Árabes.
O plano estratégico da entidade foi apresentado esta semana para empresas do setor que estudam fazer parte do quadro de associados da Abef. Um dos planos é o desenvolvimento da área técnica, com iniciativas para melhoria da sanidade, qualidade, produção animal e certificações do produto. Reuniões com o Ministério da Agricultura e encontros técnicos também estão incluídos na estratégia.
No âmbito internacional, a Abef está renovando seu projeto setorial com a Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex) para obter mais recursos e conseguir divulgar os produtos brasileiros em eventos internacionais. A Abef vai participar da Gulfood, que será realizada de 21 a 24 de fevereiro, em Dubai; a FoodEx, no Japão; a Sial China e a Sial Paris, além de iniciativas na África do Sul, no período da Copa do Mundo.
As exportações brasileiras de ovos no ano passado somaram 37 mil toneladas, contra 14 mil em 2005, o que mostra a evolução das vendas e o potencial brasileiro no setor, segundo o presidente da Abef, Francisco Turra.
Entre os maiores mercados mundiais importadores de ovo estão China, Hong Kong, Cingapura e União Européia. Para esses destinos, a Abef pretende fazer um trabalho de inteligência comercial para abrir e desenvolver os mercados. O ovo brasileiro deverá ser promovido no exterior com a marca Brazilian Egg.
Fonte:ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
20/01/2010