Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Dubai vai promover missão comercial ao Brasil

Visita de empresários e representantes do governo do emirado será realizada no primeiro semestre. O objetivo é incentivar diferentes tipos de negócios, como exportações, importações e investimentos.
O governo de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, vai promover uma missão comercial ao Brasil, ainda no primeiro semestre, com o objetivo de incentivar os negócios bilaterais. A organização da viagem foi discutida hoje (10) por representantes do Departamento de Desenvolvimento Econômico (DED, na sigla em inglês) e da Companhia de Desenvolvimento de Exportações (EDC) do emirado, com o secretário-geral da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Michel Alaby, na sede da entidade, em São Paulo.
“Nosso foco é aumentar as relações de negócios entre Dubai, e os Emirados em geral, e o Brasil, seja em exportações, importações, investimentos, organização de eventos, etc.”, disse Hussam Hassan, gerente de Marketing e Mídia da EDC. A iniciativa tem apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).
Ele explicou que a delegação será composta por representantes de órgãos do governo, como o DED e a ECD, de entidades semigovernamentais, como o Centro Financeiro Internacional de Dubai e a Câmara de Comércio e Indústria do emirado, e de empresas privadas de grande porte.
Segundo Hassan, a idéia é trazer ao Brasil executivos de grandes conglomerados familiares de Dubai que atuam em diversos setores. Dessa maneira, de acordo com ele, é possível viabilizar diferentes tipos de negócios em várias áreas. A missão será liderada pelo diretor geral do DED, Sami Al Qamzi.
O diretor executivo de Promoção e Apoio aos Investimentos do DED, Khalid Al Boom, informou que sob a alçada de seu departamento hoje estão outras agências de promoção internacional, como a própria EDC. Assim, durante uma missão é possível explorar diversas modalidades de negócios. “É o pacote completo”, afirmou.
Hassan citou alguns produtos de Dubai que, segundo uma avaliação preliminar, podem interessar ao mercado brasileiro, como bens e serviços para a área de construção, tendo em vista as obras que serão necessárias para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016; cerâmica para revestimento; alimentos; jóias e metais preciosos. Ele pediu, porém, que a Câmara Árabe faça uma lista dos itens que podem ter maior aceitação entre os empresários e consumidores brasileiros.
Na mesma linha, Hassan citou algumas mercadorias que podem interessar aos empresários de Dubai, como açúcar, alimentos em geral e matérias-primas para diferentes indústrias.
A missão vai durar dois dias. Na reunião ficou acertado que haverá um seminário e encontros de negócios no primeiro dia, e, no segundo, visitas de campo. (Alexandre Rocha)
Fonte: ANBA - Agência Nacional Brasil Árabe.
10/02/2010