Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Juros bancários iniciam ano com leve alta, aponta Procon-SP

As taxas de juros dos empréstimos pessoais e do cheque especial começaram o ano em leve alta. O aumento foi constatado pela última edição da pesquisa mensal de juros bancários da Fundação Procon-SP, divulgada hoje (14) pela entidade.
De acordo com o levantamento, a média dos juros dos empréstimos pessoais subiu de 5,27% ao mês, em dezembro de 2010, para 5,34% ao mês, em janeiro de 2011. O aumento é de 0,07 ponto percentual.
A média dos juros do cheque especial subiu 0,01 ponto percentual. Era de 9,12% ao mês na pesquisa de dezembro e passou para 9,13% na pesquisa de janeiro.
O banco Bradesco foi o responsável pelos aumentos das taxas. A instituição foi a única que alterou suas condições de crédito de dezembro para janeiro entre as sete consultadas pelo Procon-SP.
No banco, os juros dos empréstimos pessoais passaram de 5,5% para 6% ao mês. Já os juros do cheque especial subiram de 8,4% para 8,45% ao mês.
Os demais seis bancos consultados pelo Procon-SP no dia 7 de janeiro mantiveram suas taxas de juros no patamar de dezembro. São eles: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander.
Procurado pela Agência Brasil, o Bradesco contestou o resultado da pesquisa do Procon-SP. O banco informou em nota que não alterou suas taxas de juros.
A diferença das taxas de dezembro e janeiro, segundo o Bradesco, apareceu devido à forma como o banco concede seus empréstimos. No comunicado, a instituição informa que opera “dentro de uma banda de taxas”. “Neste conceito, a taxa pode sofrer pequenas alterações conforme o perfil diário das contratações das operações e da utilização dos limites de crédito pré-aprovados", afirmou o banco. (Vinicius Konchinski)
Fonte: Agência Brasil.
05/01/2011