Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Saldo comercial deve crescer

As expectativas para o saldo da balança comercial (exportações menos importações) continuam em alta. Pela quinta semana seguida, os analistas do mercado financeiro estimam saldo crescente, como mostra o boletim Focus divulgado nesta segunda-feira (11) pelo Banco Central (BC). A projeção da semana passada, que era de US$ 16,1 bilhões, aumentou para US$ 17,01 bilhões.
Isso favorece o balanço de conta-corrente externa, que envolve todas as transações comerciais e financeiras, e é deficitário para o Brasil. Há quatro semanas, o boletim Focus projetava déficit de US$ 65 bilhões este ano. O cálculo diminui há sete semanas, à medida que melhoram as perspectivas para o saldo comercial, e hoje a estimativa do déficit de conta-corrente aponta para US$ 62,2 bilhões, devendo subir para US$ 68,9 bilhões em 2012.
A pesquisa do BC também indica melhora na relação entre a dívida líquida do setor público e o Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidas no país. A expectativa média dos analistas financeiros passou de 39,50% para 39,40% no final deste ano, devendo ceder para 38% em 2012. Quanto menor a relação, maior a saúde financeira do país.
O boletim Focus não mexeu na expectativa de crescimento do PIB este ano, que é de 4%, mas reduziu de 4,30% para 4,24% a projeção para o ano que vem. Os dados da pesquisa mostram, porém, que haverá pequena redução do crescimento da produção industrial este ano, de 4,08% para 4,05%, e ligeira elevação em 2012, de 4,65% para 4,68%.
A pesquisa melhorou de US$ 44 bilhões para US$ 45 bilhões a perspectiva de entrada de investimento estrangeiro direto (IED) no setor produtivo este ano, e elevou de US$ 43,85 bilhões para US$ 44,85 bilhões a projeção para 2012. Em contrapartida, baixou a expectativa de cotação do dólar norte-americano, de R$ 1,70 para R$ 1,68 no final deste ano, e de R$ 1,75 para R$ 1,72 no final do ano que vem.
Essas projeções consideram mais uma correção na taxa básica de juros (Selic), que está em 11,75% ao ano, e deve ser elevada para 12,25% na reunião que o Comitê de Política Monetária (Copom) realizará na próxima semana, segundo o boletim Focus. De acordo com os analistas financeiros, a taxa de juros permanecerá nesse patamar, com possibilidade de diminuir para 11,50% no decorrer de 2012. (Agência Brasil)
Fonte:ANBA
11/04/2011