Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Queda dos juros aumenta otimismo da pequena empresa

A queda dos juros sinalizada pelo Banco Central está deixando as pequenas empresas mais otimistas em relação ao futuro dos negócios. De acordo com a Pesquisa Serasa Experian de Expectativa Empresarial para o 4º trimestre de 2011, divulgada nesta segunda-feira (19), esses negócios são os que apresentam melhores expectativas em relação ao aumento do faturamento no quarto trimestre deste ano quando comparado ao trimestre anterior.
A pesquisa apurou que 83% dos donos de pequenos negócios entrevistados acreditam em aumento no que faturam. Nas médias, essa parcela é de 79% e nas grandes, de 65%. Segundo o assessor econômico da Serasa Experian, Carlos Almeida, no último trimestre de 2011, considerando o ano como um todo, 65% dos proprietários de pequenas empresas acreditam que seu faturamento será superior ao de 2010.
O estudo foi realizado entre 29 de agosto e 2 de setembro, já dentro do novo ciclo de baixa dos juros básicos (Selic), estabelecido pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Foram ouvidos no país 1.020 empresários de todos os setores econômicos.
Por região, a Nordeste conta com o maior volume de empreendedores apostando num faturamento superior nos últimos três meses do ano: 91%. A região Norte (86%) e a Centro-Oeste (85%) encontram-se praticamente empatadas nessa mesma opinião, seguidas pela Sudeste (82%) e Sul (73%).
Investimentos e crédito
Para o quarto trimestre, os investimentos para compra de equipamentos, obras de ampliação, aquisições e modernização, entre outros, praticamente repetirão as expectativas dos três meses anteriores. Assim, 29% dos entrevistados dos negócios de pequeno porte pretendem ampliar os investimentos e 57% vão mantê-los conforme planejado.
Em relação ao crédito (prazos, encargos e limites), a expectativa de 26% dos entrevistados é de que as condições serão melhores no último trimestre deste ano. “As pequenas empresas olham o mercado em relação à taxa de juros. Como o Banco Central sinalizou que não aumentará os juros, elas estão mais otimistas”, observa o assessor econômico da Serasa Experian, Carlos Almeida. Nas médias empresas são 24% e nas grandes 16% de seus entrevistados com essa opinião.
Impactos da crise
O estudo da Serasa também quis saber dos empresários o que pensam sobre 2012. “Perguntamos qual é a expectativa deles diante dos acontecimentos globais”, conta Almeida. A surpresa veio dos pequenos negócios. Para 63% dos entrevistados, as mudanças em seu planejamento, em decorrência dos fatos globais, serão para melhor no ano que vem. Apenas 37% acreditam em piora. Nas grandes empresas, o otimismo é menor (44% acreditam em melhora e 56% dizem que vai piorar).
“O novo ciclo de redução dos juros sinaliza aos empresários que o governo se empenhará em preservar o crescimento econômico, baseado no vigor do mercado interno, também entendido como blindagem aos impactos da crise global. Por esta razão, os setores mais ligados ao consumo e aos serviços, como as pequenas empresas, contam com expectativa mais positiva”, afirma o economista. (Beth Matias)
Fonte: SEBRAE.
19/09/2011