Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Mercado de eventos cresce 7% ao ano e gera negócios

Planejamento, qualificação e criatividade. Esses três elementos são fundamentais para quem trabalha no setor de eventos, mercado que cresce 7% ao ano, de acordo com dados do Ministério do Turismo. Para a professora e pesquisadora em artes, comunicação, turismo e eventos, Isaíra Oliveira, que esteve nessa quarta-feira (13) na capital paraibana, o empreendedor deve se apropriar da sua cultura, mesclar com esses elementos e aproveitar o bom momento. Isaíra falou para uma plateia de 150 pessoas, na aula inaugural do curso de Formação de Empreendedores em Eventos, oferecido pelo Sebrae na Paraíba.
Em sua palestra, Eventos - Um leque de oportunidade de negócios para você, Isaíra mostrou que não é preciso esperar megaeventos ou grandes festas comemorativas para alavancar o mercado em qualquer região. “Ninguém nasce grande. Primeiro, é preciso olhar para o nosso quintal, ver as nossas possibilidades. Fazer um evento pequeno, mas bem feito, com planejamento e informação”, disse a professora.
“Na Copa do Mundo da FIFA 2014, por exemplo, podemos mostrar para o resto do mundo que o Brasil não é só futebol. Há inúmeros atrativos, como a gastronomia, o artesanato, as festas populares, o folclore e as particularidades de cada local. Um evento tem potencial para atrair a atenção de pessoas a qualquer tempo, independentemente da época do ano”, afirmou Isaíra, acrescentando que o mercado de eventos absorve demandas de todos os setores da economia, como arte, cultura, entretenimento, educação e cidadania.
Isaíra apresentou números que comprovam o mercado promisssor do setor de eventos. Segundo dados de órgãos oficiais, foram realizados em torno de 330 mil eventos no país em 2011, com uma renda de R$ 37 bilhões e a geração de três milhões de empregos diretos e indiretos. Desse total, a região Nordeste realizou 18% da quantidade de eventos do país. O Sudeste realizou 51%, seguido do Sul (19%), Centro-Oeste (9%) e Norte (2%).
“A grande maioria dos eventos do país está em São Paulo, onde acontece uma feira a cada quatro dias e nove eventos por hora. O setor gerou mais de R$ 8 bilhões no ano e movimentou 56 setores da economia. O Nordeste, no entanto, tem um potencial incrível, que precisa ser mais valorizado pelas próprias pessoas da região”, destacou.
A gestora de Turismo do Sebrae na Paraíba e coordenadora do curso, Regina Amorim, ressaltou durante a aula inaugural que o evento foi realizado por ex-alunas do curso que, após a qualificação, montaram a própria empresa e já estão no mercado. A decoração também foi feita por um ex-aluno. “Eles trabalharam os temas regionais, conforme explicou a professora Isaíra. Fico muito feliz e agradecida com a presença de profissionais que já fizeram o curso e vieram para essa palestra”, disse Regina.
Curso de Formação
A palestra de Isaíra Oliveira foi a aula inaugural do Curso de Formação de Empreendedores em Eventos, que terá início no dia 15 de abril. O curso terá oito módulos, 200 horas, contará com sete facilitadores com experiência e renome nacional. Durante as aulas, o participante aprenderá a prática de habilidades específicas como planejamento, organização, gestão e realização de eventos dos mais diferentes tipos.
Regina Amorim destacou a importância da capacitação para atuar nesse mercado. “O setor de eventos oferece um leque de oportunidades, mas é preciso ter conhecimento sobre o que se vai trabalhar, com planejamento e organização”, disse Regina, durante a aula inaugural do curso. (Luciana Oliveira)
Fonte: SEBRAE.
14/03/2013