Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura.
Índice do Canal.
Assista On Line a TV Net Babillons
Assista On Line a TV Net Babillons

Produção brasileira de gás é recorde

Segundo a ANP, média diária de dezembro foi a maior já atingida. No pré-sal, extração de petróleo e gás cresceu 2,5% em relação a novembro.
Os campos da camada pré-sal na Bacia de Santos, no litoral sudeste do Brasil, bateram recorde de produção em dezembro do ano passado, com a extração de 346,1 mil barris de petróleo e 12,1 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia em média. Com isso, a produção total do pré-sal atingiu, em dezembro, 422,1 mil barris de óleo equivalente (petróleo e gás natural) por dia, com aumento de 2,5% em relação ao mês anterior. As informações constam de boletim divulgado nesta segunda-feira (03) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP).
No total, a produção nacional de petróleo ficou em 2,11 milhões de barris diários, um avanço de 1,4% sobre novembro de e de 0,2% em relação a dezembro de 2012. A produção de gás natural foi recorde, 81,6 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 3,2% em comparação com novembro de 7,1% frente a dezembro de 2012. Juntando os dois itens, a produção brasileira no mês ficou em 2,611 milhões de barris diários de óleo equivalente.
O campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, continuou como o maior campo de produção de petróleo do País, com uma média diária de 280,2 mil barris por dia. Já o campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o maior produtor de gás natural, com um volume de 6,3 milhões de metros cúbicos diários.
Segundo a ANP, os campos operados pela Petrobras responderam por 91,9% da produção de petróleo e gás natural do País. Do total da produção nacional, 91,9% do petróleo e 72% do gás vieram de campos marítimos.
A Plataforma P-56, localizada no Campo de Marlim Sul, produziu, em nove poços a ela interligados, 145,2 mil barris de óleo equivalente por dia, sendo a maior unidade de produção.
Em dezembro, 313 concessões operadas por 25 empresas foram responsáveis pela produção nacional. Destas, 82 são concessões marítimas e 233 terrestres.
Fonte:ANBA - Agência Nacional Brasil-Árabe.
04/02/2014