Abertura
Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Lisiane Sell
Psicóloga e Orientadora Sexual

Perfil

Lisiane nasceu em 1969 na cidade de Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Criadora de Projetos comportamentais para jovens. Tem uma visão clara e objetiva sobre educação e sexualidade, está sediada em Curitiba - Paraná - Brasil e tem viajado por outros estados brasileiros proferindo palestras. Desenvolve junto com o Portal Net Babillons a sua coluna sobre Ação Comportamental e Sexualidade nos Canais Só Mulheres e Só Homens.

Entrevista

Portal Net Babillons
Quando você se formou ? Houveram muitos cursos, a Orientadora Sexual surgiu como ?
Lisiane Sell
Me formei em 1997 em Psicologia. No último ano da faculdade, no quinto ano, a cadeira era sexualidade ali houve um interesse maior, fiz um curso extra curricular de um ano, dali para frente me interessei pelo Projeto Piá, dei um mini curso para eles. Depois fiz meu próprio projeto, com a ajuda de alguns empresários.

Portal Net Babillons
Falar sobre sexo hoje, no Brasil ou por quaisquer outros países ainda é um tabu. Em suas palestras como você tem sentido o interesse das pessoas ?
Lisiane Sell
As pessoas ainda, infelizmente, tem um certo tabu quando se fala em sexo, ou sexualidade, porque confundem sexualidade com o ato sexual, só o transar, mas não é só isso, sexualidade é um beijo na boca ou no rosto, um abraço aconchegante, a própria gravidez faz parte da sexualidade. As pessoas tem isso como um tabu, sexo é ligado à pornografia, mas não é sexo pornográfico, é com amor, com carinho, as pessoas não estão reconhecendo isso ainda, não estão conseguindo separar o sexo, a sexualidade do ato sexual com amor, com respeito. Nas palestras existem, às vezes, essas dúvidas, esses choques, as pessoas pensam que palestra de sexualidade é só sexo, o coito, e lá eu desmistifico essa questão.

Portal Net Babillons
Existem dúvidas dos casais sobre sexo? Há tabús? Como sabemos, existe também um mar de desconhecimento. As pessoas procuram você para sanar dúvidas?
Lisiane Sell
Existem, desde o momento do namoro, o casal é um, noivado é outro, a responsabilidade está crescendo, quando casar a sexualidade já não está tão aguçada quanto no namoro, porque as responsabilidades pesam um pouco. Na chegada do bebê, já no útero, na gravidez, a relação sexual fica um pouco mais estagnada, após o nascimento do bebê o casal, às vezes, se distancia um pouco pelo fato da imaturidade do homem, normalmente aparece o lado do ciúme: "minha esposa não está dando atenção para mim, por causa do bebê". Então começam a haver os pulinhos fora de casa e é um ponto fundamental nesse momento, o marido precisa se unir à esposa e os dois cuidarem da criança, para que não haja esse distanciamento, essa falta de maturidade do homem para ele não procurar outros relacionamentos fora de casa.

Portal Net Babillons
Observamos também a falta de cultura e de informação que margeiam os casais quando esperam um bebê: ela fica com medo de relacionar-se sexualmente com o marido, o marido fica temeroso que aconteça alguma coisa. Essa questão é abordada nas palestras?
Lisiane Sell
Essas questões ainda não são 100% abordadas, quando a mulher está grávida geralmente o homem fica com medo de ter uma relação sexual com ela, medo de machucar o bebê, só que o pênis não vai furar a bolsa no útero, fica só na vagina, também não tem perigo dos espermatozóides fazerem outro bebê, não é assim que acontece. Os casais podem ter total liberdade, ter a sua sexualidade normal como tinham antes da gravidez.

Portal Net Babillons
Nessas mais de 50 palestras que você já proferiu pelo Brasil, quais são os questionamentos mais comuns ?
Lisiane Sell
Os mais comuns são em relação ao próprio corpo, os homens tem muito medo que o pênis seja pequeno, que não vá proporcionar tanto prazer à companheira ou para o companheiro, porque existe o lado homossexual. O tamanho de mamas, algumas mulheres perguntam: "Será que eu vou ser menos sensual se meu seio for menor?". As estrias, as mulheres se perguntam: "Será que o meu companheiro vai aceitar ?". Eu sempre dou a devolutiva: o importante é o sentimento, o momento, a hora que vocês estão se amando, se curtindo, deixem as estriar de lado, depois você vai se tratar numa clínica estética, deixa as celulites, curta seu momento, o seu companheiro ou a sua companheira, para desmistificar essa parte de corpo, porque é uma casca, o importante é que você se dê bem com a sua pessoa, que você se ame.

Portal Net Babillons
Quando o casamento vai mal, o que pode-se fazer para renovar a sexualidade e com isso salvar o relacionamento ?
Lisiane Sell
Veja, o que pode acontecer, numa situação assim, que o casal não está se adaptando, renove, faça uma situação assim meio exótica, faça um quarto diferente, mude a posição da cama. A roupa pode ser sensual, uma camisola transparente, uma lingerie pequena ou com peninhas, algo exótico e sensual. Um perfume diferente, um aroma diferente, não no seu corpo, mas no ambiente. Um som suave, um bom vinho, é uma questão de sedução, tentar seduzir o seu companheiro. Os homens podem usar uma cueca de seda, um roupão de seda, para na hora do romance tirar e deixar no chão. É todo um ritual exótico, tudo isso faz com que a chama volte a acender. Velas no quarto, só cuidar para não atear fogo, no modo literal no lençol ou em outra coisa qualquer.

Portal Net Babillons
Quem se preocupa mais em agradar: o homem, a mulher, ou isso não existe ?
Lisiane Sell
Hoje em dia não está existindo como antigamente, antes os homens se preocupavam muito, desde a hora de um convite para um jantar, por exemplo, ao sair da casa da moça, tinha a preocupação de abrir a porta do carro, aquela questão de cavalheirismo, hoje em dia, muitas vezes, as mulheres vão buscar o homem em casa para sair. Hoje não se tem a preocupação de quem agrada mais o outro, eu acho que o agrado tem que partir dos dois, compartilhar esse sentimento, esse afeto.

Portal Net Babillons
No emocional comenta-se socialmente que muitas pessoas tem praticado o relacionamento sexual sem ao menos tocar um no lábio do outro. Isso é verdade ?
Lisiane Sell
Sim, porque as pessoas estão muito distantes umas das outras, fazem sexo por sexo, ou sexo para manter a forma, ou por moda muitas vezes. O beijo está sendo esquecido, para quem infelizmente não sabe e deixou o beijo de lado, o beijo é o início de tudo, é o carinho, a intimidade, o amor, se você não beija o teu companheiro, a tua companheira, o relacionamento fica frio. O beijo é a chama de tudo, o beijo esquenta, já foi até comprovado em estudos científicos que beijando você perde até calorias.

Portal Net Babillons
Então o beijo é algo muito mais profundo do que se pode imaginar ?
Lisiane Sell
Sim é muito mais, porque a partir do beijo você vai, provavelmente, para uma relação sexual, então o beijo é uma forma de demonstrar carinho. Veja, em casas de prostituição o beijo é proibido, para não haver envolvimento de romance. Porque com a sua esposa, sua namora, sua amante você não vai beijar. Se não tem beijo, você não está envolvido, não está se entregando.

Portal Net Babillons
Existe uma observação de literatura, que o excesso de perfumes, tanto no homem quanto na mulher, dificulta o relacionamento porque os dois acabam não sentindo o cheiro um do outro. Isso é verdade ?
Sim é verdade, se você está com seu cheiro natural vai atrair muito mais o seu companheiro ou a companheira, muitas vezes a sua colônia, o seu perfume não agrada o outro e acaba mudando a sua química, o seu cheiro natural.

Portal Net Babillons
A preocupação dos pais hoje em dia é saber se existe uma época certa para a filha iniciar um relacionamento sexual. Isso já foi estudado, a que nível científico isso está sendo comentado ?
Lisiane Sell
Veja, eu trabalho com milhares de adolescentes e os pais também querem saber. A questão de quando começar o relacionamento sexual, na verdade não tem idade, porque se você colocar uma idade: "Filha com 15 anos, já pode ter relação sexual". Então a garota com 15 anos já vai ter aquela preocupação: "Opa já vou fazer 15 anos mês que vem, então já posso ter relações sexuais!". Será que ela está preparada ? Será que ela está madura ? Porque existem consequências, o lado emocional, o lado afetivo, pode acontecer, se ela não estiver prevenida uma doença sexualmente transmissível, até mesmo a AIDS, ou uma gravidez indesejada. Então ir para o ato sexual sem maturidade, não é aconselhável, então: pais não imponham limite de idade, conversem, dialoguem com suas filhas para ver a situação emocional, para ver se os filhos estão preparados. Observem principalmente o lado emocional, porque a primeira pessoa marca, seja no beijo, seja no ato sexual.

Portal Net Babillons
Quando no casal um dos cônjuges é mais ativo que o outro no sexo e o outro não acompanhe, isso pode significar uma ruptura, ou o mais ativo tem que se adaptar, ou os dois tem que procurar um esclarecimento científico para se adaptar ?
Lisiane Sell
Se um dos dois está mais devagar num ato sexual, existe muito a questão do bloqueio, muitas mulheres fingem o orgasmo, porque existe toda aquela criação machista, o homem pode e a mulher não pode, se você fizer isso é prostituta; então entrou na liberdade sexual, tem que haver um acordo, um meio termo, e dizer: " hoje vamos maneirar um pouco mais", ou dizer: "hoje eu preciso um pouco mais de você", literalmente falando. O casal deve conversar muito, porque as vezes o homem está muito mais ativo que a mulher,

 


Lisiane Sell é uma profissional competentíssima ligada a Universidades e Escolas onde desenvolve um trabalho sério e indispensável.
Clique Aqui e Veja Seu Curriculum
Conheça sua Coluna nos Canais:
So Homens - So Mulheres

porque ela teve um dia desgastante e ir para um ato sexual se ela não está afim, não haverá a lubrificação e no ato sexual, na hora da penetração, vai haver dor, vai ficar desconfortável. Muitas vezes nisso pode haver um desinteresse, na falta de diálogo, de comunicação, de até entender o que o outro está querendo, porque o outro está devagar, não porque não haja interesse, mas sim uma baixa de interesse em alguns momentos. Vai muito de você conversar com o seu companheiro ou com sua companheira, ver a questão de tabus, de preconceitos, homem pode, mulher não pode, essas coisas.

Portal Net Babillons
Existe uma regra de limites, uma receita, quantas vezes por dia o ato sexual pode ser considerado normal ?
Lisiane Sell
Não tem limite, se você quiser transar, de manhã, de tarde, à noite, se você está apto para isso, tem fôlego, está aprovado. O importante é verificar a qualidade do ato sexual e não a quantidade, não adianta você ter dez relações sexuais numa noite só, se não sentiu orgasmo, não sentiu prazer, não sentiu a mínima por nada, a mulher sendo um depósito de espermatozóides, ou hoje a camisinha, que é muito importante usar a camisinha por mais que você esteja casado ou tenha um parceiro só. Geralmente, o natural, não é uma regra, uma vez por dia é importante, para haver a união do casal, para ficarem mais próximos; duas, três vezes por dia não tem problema, sexo não faz mal a ninguém, desde que seja protegido, com camisinha, não tem limite. Mas o ideal é que fosse pelo menos uma vez por dia, para haver a afinidade, a troca, a química do organismo, literalmente falando.

Portal Net Babillons
No caso dos métodos contraceptivos e de não contaminação com DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis), quais os mais indicados ?
Lisiane Sell
É realmente a camisinha, seria mais fácil, tem a camisinha feminina, mas é mais difícil, tem um tempo certo para colocar, um tempo certo para tirar. O anticoncepcional não faz barreiras para as DSTs, só para a gravidez. Muitas mulheres me perguntam: "Lisiane, não vou precisar porque eu já tomo anticoncepcional, não preciso de camisinha", mas o anticoncepcional só bloqueia a ovulação, não bloqueia as doenças sexualmente transmissíveis.

Portal Net Babillons
Por que acontece a troca de parceiros sexuais em larga escala hoje em dia entre as pessoas, porque está liberado geral, ou é porque não há mais amor ?
Lisiane Sell
Os dois, que está liberado, está. Tanto que os adolescentes estão ficando e ficando muito, muitas vezes eles não sabem nem o nome de quem ficaram no dia anterior e às vezes no mesmo dia. Existe meninos e meninas que ficam com dois, três, quatro ou cinco até mesmo no mesmo dia, até mesmo troca de casais, às vezes isso não é questão de safadeza, mas sim de carência, seria uma válvula de escape também. As pessoas às vezes, além de estarem meio atribuladas, meio estressadas, precisam de uma válvula de escape, elas precisam de um complemento, então ela se agarra aonde, no lado sexual, no lado emocional, por isso existe muita troca de namorado, de companheiro. Também existe a questão do " não quero me segurar", "não quero responsabilidade", mas em contrapartida, o outro quer o compromisso, e você está ali como dizem os adolescentes, só pelo fato de ficar, para suprir a carência momentânea e não a carência de modo geral.

Portal Net Babillons
E a respeito dos índices de gravidez na adolescência, o que você poderia dizer ?
Lisiane Sell
Cresceu muito, científicamente está comprovado, estatísticamente também. As adolescentes estão muito descuidadas, estão começando a vida sexual muito cedo, muito reprimidas, principalmente as meninas querem começar muito cedo, porque uma amiga começou, não querem ficar descriminadas no grupo e então vai para a cama com o garoto: não sabe o nome, não sabe o telefone, não sabe o endereço, está indo por empolgação, por modismo e sem responsabilidade, se engravidar, não sabe nem quem é o pai.

Portal Net Babillons
O que poderia ser aplicado no sentido mais amplo na situação educacional, nesse caso ?
Lisiane Sell
Na questão educacional, não sei se muitas pessoas sabem, mas parece que está sendo trabalhado um programa para inserirem aulas da sexualidade humana nas escolas. Porque o índice de gravidez está muito grande, também de desinformação, eu trabalho desde 1997 com sexualidade nas escolas e eu vejo que as perguntas são muitas e as dúvidas, às vezes, são muito bobinhas, pela falta de diálogo em casa, pela falta de orientação dos pais, então é muito importante que as escolas abram essas oportunidades, para os profissionais adequados ministrarem palestras, aulas. As vezes os professores não sabem lidar com estas questões com os alunos, existem algumas vezes beijos nos pátios da escola, com uniforme e não pega muito bem para a escola, fora no muro, então é melhor que isso exista sem o uniforme da escola.

Portal Net Babillons
Fale um pouco sobre o projeto que você está desenvolvendo ?
Lisiane Sell
Eu tenho um projeto na área de sexualidade que se chama Orientação Sexual e Namoro na Adolescencia, esse projeto tenho desde 1997, visa orientar adolescentes e pais. Na palestra tem momentos que são direcionados só para os alunos, em outro momento para os pais, e depois pais e filhos juntos. Isso para os filhos saberem entender um pouco os pais, os pais os filhos, a questão do limite, a questão do preconceito, a questão de aceitar o filho, o namoro deste filho, que está colocando o emocional dele para fora, chegou a hora dele gostar de alguém, dele compartilhar um carinho diferente, não só o colinho da mamãe e do papai, mas também do namorado, da namorada. É uma carência diferente, não é carência de pai e mãe, é uma carência afetiva do lado oposto. Também converso muito sobre a amizade, o respeito, a valorização da vida, porque existem muitas meninas fazendo aborto em clínicas clandestinas, isso vai prejudicar a saúde, a vida dessas meninas. Existem alguns medicamentos que algumas meninas estão ingerindo e isso pode levar até a morte da jovem, não só a morte do feto e com sequelas também. Quando levam a gravidez adiante a estrutura emocional, psíquica está totalmente abalada, porque muitas vezes os pais não apoiam, então converso com os pais e digo para eles que se acontecer de a filha engravidar, apoiem, não estimulem para o aborto, que aborto é crime. Vamos apoiar este futuro neto, esta futura neta, não deixar nas esquinas, porque futuramente ela pode vir a usar outras coisas e aí ficar ainda mais frustrada.

Portal Net Babillons
Com toda a sua bagagem e conhecimento, deixe uma mensagem para os jovens de uma forma geral, sobre o seu iniciar na sexualidade ?
Lisiane Sell
No caso da iniciação sexual tem que ser bem pensado, porque é uma coisa que vai marcar muito para o resto da vida, se você vai transar com alguém pela primeira vez, tem que ser muito especial. Porque se você for para a cama com alguém sem amor, sem gostar, sem maturidade, aquilo vai te marcar para o resto da vida e muitas vezes pode te trazer consequências, como uma gravidez indesejada. Na primeira vez também engravida, ocorreu em uma de minhas palestras, uma menina disse: "A primeira vez que eu transei, engravidei!". Realmente é possível engravidar na primeira relação sexual. Os adolescentes devem ir com calma, a vida é longa, tem tempo, tem o momento, tem a idade, não a idade certa, mas a idade maturacional.

Portal Net Babillons
Lisiane deixe uma mensagem de progresso para os universitários ?
Lisiane Sell
Observem se é isso mesmo que você querem, se esse é realmente o curso que vocês pretendem, se não é indução, de repente os pais de vocês querem que você seja um excelente médico, vocês estão fazendo medicina, aí vão se formar e engavetar o diploma e vão seguir outro tipo de carreira: bancária, jogador de futebol, abrir um comércio. Percebam isso, se auto-analisem, vejam se vão se realizar com essa profissão ou se frustrarão, isso é muito importante, porque há um índice muito grande de diplomas guardados nas gavetas. Prestem atenção em tudo, nos cursos, nas matérias, nas pessoas em torno de vocês. E outra situação muito importante, não façam da sua universidade um ponto de encontro de interesse sexual, mas sim de interesse cultural, trocas de idéias, porque a cultura é muito importante, não que a vida sexual não seja importante, é claro que é importante, mas universidade é para estudar, motel é para ter relação sexual.

Portal Net Babillons
Quais suas impressões do Portal Net Babillons ?
Lisiane Sell
Parabenizo a equipe do Portal Net Babillons pelo excelente trabalho de qualidade, que estão realizando com ótimos profissionais. Achei super interessante, pode-se navegar em diversos assuntos. Instruir-se, ter respostas, comunicar-se com profissionais de nossa preferência; é muito inteligente, está no mundo todo, não só no Brasil. Senti muitas vantagens, tirei conclusões, fiz pesquisas, não fiquei só na simples literatura, com certeza cresci dentro do Portal Net Babillons.

Curitiba - PR, 03 de Julho de 2002.

 

 

 

 

 

Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal.