Abertura
Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.

Perfil

Guilherme Arantes antes de mais nada, uma pessoa sensível, um incorrigível apaixonado, com 53 anos é um menino.
Grande Personalidade vocal com intensa e boa qualidade musical, vários são os seus sucessos cantados pela grande massa desde o final da década de 70.
Politizado, tem sua própria ideologia e sonha com um mundo melhor, tanto que tem e interage numa ONG.

Portal Net Babillons
O que você está achando da Cidade de São Francisco do Sul?
Guilherme
Olá, tudo bem! É um prazer conhecer essa Cidade linda, muito bonita mesmo. O Teatro é muito bom também, deram uma infra-estrutura legal de som e luz, nós fomos muito bem tratados, acho que foi um Show bonito e isso é muito importante para nós.

Portal Net Babillons
Guilherme quando aconteceu a sua primeira gravação musical?
Guilherme

Eu comecei há trinta anos atrás, eu era Estudante de Arquitetura e aí tive a sorte de pegar logo uma Novela. Eu tinha espalhado a fita das músicas nas Gravadoras que tinham na época a RCA, Som Livre, a Philips também e a Som Livre me chamou, tinha oportunidade de sair na Novela Anjo Mau, aí logo fiz sucesso, assinei um contrato com eles e o primeiro LP na época, de Vinil, saiu em Julho de 1976. Então o início da minha carreira, foi em 76.


A Apresentadora Ghianny Lopes Pereira faz Entrevista Exclusiva com o Cantor Guilherme Arantes, que é um ícone musical, muito familiarizado com o piano.

Portal Net Babillons
Onde foi a sua primeira apresentação?
Guilherme

Eu comecei a fazer Shows mesmo um pouco mais para frente, porque na época não havia infra-estrutura de som e luz, era muito incipiente ainda Show Business no Brasil, não existia essa coisa da estrutura que se tem hoje. Mas, eu comecei na década de 80 a fazer Shows. Final de 79, início de 80 foi que comecei a freqüentar palcos, fazia em Teatros, Clubes, mas demorou um pouco para engrenar o negócio.

Portal Net Babillons
Quantos Discos foram lançados em toda a sua trajetória?
Guilherme

Olha, original foram 25 Discos, agora tem essas compilações que os caras fazem, ficam montando a melhor de: "Série Brilhante", "Série Diamante", aí tem mais unas 20 de compilação. Mais Discos regulares de Carreira são 25.
São 30 anos de Carreira, nem é todo ano que tem trabalho novo, esta época agora eu estou dando um tempo e vou lançar um Disco novo no final deste ano ou começo do ano que vem. Eu não pretendo parar não, porque é um prazer que a gente tem de ter novas idéias e poder estar mostrando músicas novas, uma forma diferente de estar mostrando o mundo, até mesmo porque essa é a profissão da gente.

Portal Net Babillons
Um release da sua Vida Amorosa?
Guilherme

Ah! minha vida amorosa é um desastre total, total não, parcial, porque eu vivi muito intensamente, muitos relacionamentos. Tiveram três casamentos, o primeiro eu vivi nove anos e tive uma menina, minha esposa era uma colega de faculdade; a minha segunda mulher, aí foi um grande amor, arrebatador eu fui muito apaixonado, esse durou 14 anos, tive três meninos, talvez tenha sido um grande amor mesmo, que mais marcou e que fui mais fundo na paixão, e 14 anos para os dias de hoje é um relacionamento duradouro. Depois eu tive um ano casado com outra pessoa e tive mais uma menina, mas foi uma coisa muito curta e não nos adaptamos. De lá para cá não tive mais ninguém, deu uma parada, também eu já estou com 53 anos de idade, acho que já estou cansado, uma vida atribulada demais, muitos amores, muitas paixões, tem uma hora que fica meio ridículo você se apaixonar a toda hora e ficar morrendo de amor; essas coisas Ilha de Caras, aí o cara vai para o Polinésia tirar umas fotos, casamento na Polinésia é meio ridículo para um cara de 50 anos com garotinha de 20. Para mim isso não dá, tem uns colegas que eu vejo e estão sempre apaixonados, mas eu acho que chega uma hora que você tem que amadurecer, e saber viver bem com você mesmo, eu estou sem ninguém faz muito tempo, não estou me empolgando mais também. O papo das pessoas não é mais aquele também, eu acho que um relacionamento se consolida mais é no papo mesmo. Hoje o problema maior é o diálogo, ter conteúdo para tocar, esse é o pior dilema da época atual, porque não adianta tanta aparência, tanta academia, malhação, perfeição de imagem de físico porque a troca, o que interessa mesmo é o papo, ali é que o amor vai acontecer, é no que se fala e no que se houve, não no que se vê, no que se toca. Eu acho que a química do amor é muito importante, mas a medida que você vai amadurecendo mais o conteúdo de cabeça é mais importante, então eu estou com dificuldade, tá difícil, porque as pessoas estão muito superficiais, muito babacas, aí você conversa com uma menina e ela diz: "hoje eu fui no shopping com a minha mãe..." isso não é conversa, isso não dá! Você vê que as pessoas lêem pouco, aprofundam poucas questões, acho que na minha idade vai mais pela cabeça mesmo, o que a pessoa está pensando, uma proposta diferente de vida, de encarar o mundo.


Guilherme Arantes conta a Apresentadora Ghianny, sobre os seus amores, as atribulações porque passou e diz ser hoje, um dono de casa, um chefe da família, além de cuidar da sua Carreira Artística.

Portal Net Babillons
Quais foram os Ídolos que mais lhe inspiraram no início da Carreira?
Guilherme

Na minha infância era o Ray Charles, porque o Ray Charles dominou a fase dos anos 50 com aquelas músicas lindas, depois mais tarde com o surgimento do Chico Buarque, o Caetano Veloso aquela geração de ouro dos anos 60, a Bossa Nova foi importante para mim, o Tom Jobim não posso negar. O Pianista Luizinho Esa, o pessoal do Zimbo Trio, depois mais tarde com o surgimento da Elis Regina, o Chico Buarque, o Caetano, o Gil, mas principalmente o Milton Nascimento com o Clube da Esquina que tinha muito teclado com Wagner Tisso, foi uma época de músicas muito bonitas do Lô Borges, do Beto Guedes, dos irmãos Borges, do Ronaldo Bastos, as letras do Fernando Brant isso me influenciou muito depois quando comecei a carreira mesmo, aí já depois vieram os Beatles, John Lennon, Phil Collin, o Gênesis, o Yes, aquela geração do final dos anos 70 e começo dos anos 80. De lá para cá eu tenho muitos ídolos, não parei no tempo, gosto de muita gente que ainda faz música boa como Marisa Monte, Ana Carolina, o Flávio Venturini que se tornou meu amigo pessoal, tem muitos Artistas bons e a gente tem que ficar de antena ligada.

 

 

 

Foto: GMG
Guilherme Arantes já teve seus sucessos embalando algumas trilhas sonoras de Novelas da Rede Globo.

Portal Net Babillons
Qual o retorno que trazem as Trilhas de Novelas Globais para o Cantor?
Guilherme
As Novelas já foram um veículo mais eficiente para a música, de uns tempos para cá o rádio se apartou um pouco das Novelas. Ainda de vez em quando emplacam músicas Trilhas de Novelas, mas é mais raro e não tão óbvio quanto era na década de 70, início de 80 então se a Novela tocasse a música umas seis vezes já estava em primeiro lugar na rádio, hoje não é bem assim, é o contrário, as músicas primeiro têm que acontecer na rádio para depois aproveitar a música para trilha de Novelas, então já existe uma dependência mútua da televisão com o rádio e os espaços na TV se tornaram mais escassos para a música, não tem mais tanto quanto tinha antes.

Portal Net Babillons
Além das fronteiras Brasileiras, quais os Países por onde você já fez Shows?
Guilherme
Mais nos Estados Unidos na Costa Leste, no Oeste Americano, eu já toquei no Japão, em Portugal. Para fora foi pouca coisa eu não tive essa dedicação a uma carreira internacional. Eu acho que fiquei mais distraído com a nossa realidade, aqui é uma lacuna, eu sinto falta ampliar mais os horizontes e tocar fora na África, em Angola, tem uns lugares bem bacanas para se conhecer. Vamos ver! Talvez no futuro eu consiga isso.

Portal Net Babillons
Qual o seu Fã-Clube mais forte no Brasil?
Guilherme

É o pessoal de Varginha-MG, eles têm um site que é www.lancelegal.net e www.guilhermearantes.net , é o Fã Clube mais antigo e tem também o www.guilhermearantes.com e um site de um pessoal que esse mais é recente www.planetaguilhermearantes.com


Guilherme Arantes conta de sua opção e mudança de SP para a BA que é onde o Cantor reside hoje com seus filhos.

Portal Net Babillons
Como e por que Guilherme Arantes trocou São Paulo pela Bahia?
Guilherme

Eu fui implantar uma ONG, fui também em busca do Sol, do céu estrelado, dos banhos de mar, qualidade de viva, ar mais puro, gente mais suave, mais pura e afetiva. Acho que o Nordeste é muito interessante. Eu já era muito bem quisto lá no Nordeste, fui porque havia esta receptividade há muitos anos que eu freqüentava e a Bahia me adorava, agora eu já virei meio que prata da casa e já me deixaram de lado, mas isso é normal. Lá tenho muitos amigos, a gente leva uma vida familiar, eu tenho quatro filhos que moram comigo, embora solteiro sou dono de casa com todas as responsabilidades, não tenho ninguém para ir ao supermercado para mim, ou levar uma criança no colégio ou administrar a casa eu não tenho mais nem isso, eu acho que a separação é um péssimo negócio diante do aspecto funcional, mas ficar casado só pelo funcional que é o que as pessoas fazem, aí continuam casados, já foi embora a paixão, eu acho que a vida é mais que isso e vamos a luta!

Foto: GMG
O Cantor Guilherme Arantes em Entrevista ao Portal Net Babillons relembra de momentos marcantes em sua trajetória, como os conselhos dos amigos e entre ele nosso querido Tom Jobim.

Portal Net Babillons
Você é um Artista Místico?
Guilherme

Sou, mas não no aspecto religião, eu particularmente não gosto de igreja, padre, pastor, não sou ovelha, não sou rebanho, acho que essa linguagem pastoril já está muito velha, onde existe o rebanho, o pastor que guia o rebanho é uma linguagem de mais de dois mil anos atrás, lá naquele cafundó que até hoje está aquela briga, aquela guerra, a etnia complicada daqueles judeus e árabes, a gente herdou muito daquele miolo, daquela complicação aquela energia hebraica. Para mim a vida espiritual é muito maior que isso, para mim a Bíblia não é o grande livro da humanidade, tem vários outros, tem a Sutra de Lótus, de Buda, que é tão importante quanto, tem o Alcorão que é importante para uma grande parcela de pessoas. Temos a cultura africana, cultura latino-americana, temos a dos Incas, Maias que são heranças que se perderam. Então eu questiono muito essa coisa de igreja, padre e pastor, isso foi uma indústria que se fez em cima de um homem, que morreu na cruz, que é meu grande Mestre, eu adoro Jesus, a figura dele é uma coisa intocável, não tem ninguém para falar nada de ruim dele, mas a indústria que se gerou em cima dele é uma coisa horrorosa.
Quando ele voltar a primeira coisa que irá fazer será excomungar tudo isso, todas essas igrejas, ele não construiu uma igreja de pedra, ele construiu uma igreja do mundo espiritual, um outro mundo, não uma indústria, um lugar.
Eu não gosto dessas coisas de cemitério, acho tudo isso mórbido; cemitério, igreja pastor, vela eu acho que o ser humano tem que amadurecer e gerar o seu milagre hoje, seguindo as palavras do Mestre.

Portal Net Babillons
Para finalizar Guilherme nos fale sobre o seu CD/DVD de 25 Anos de Carreira?
Guilherme

Foi uma gravação de DVD, o único que tenho, mas um dia eu faço outro. É um trabalho recente, a gente passou a limpo todas essas músicas, tem arranjos bonitos, são músicos muito bons, um ótimo produto, tem um som maravilhoso, foi muito bem feito e saiu pela Sony Music.
Muito obrigado. Sucesso para vocês, valeu!

Foto: GMG
O Cantor Guilherme Arantes após o seu Show recepcionou Convidados, a Imprensa e a Equipe do Portal Net Babillons.

VEJA MAIS...


Portal Net Babillons, 20 de Julho de 2006.

Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal.
Guilherme Arantes
Cantor e Compositor