Abertura
Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.

Perfil

Alvaro de Oliveira Joaquim, é um Padre diferenciado, especial. Por onde vive e passa tem como missão vivenciar a fé, a religiosidade e propaga-lá.
Constantemente suas missões tem sido algo valorozo, pois a sua simplicidade, sabedoria e cultura circunstanciam a mudança
nas pessoas do negativo para o positivo.
O grande valor da novidade agregada à tradição da Igreja Católica faz parte do seu dia-a-dia, não é por acaso que seus projetos são coroados de êxito.
No momento, Padre Álvaro vem desenvolvendo concomitantemente dois Projetos importantes, um deles a Via Sacra, o outro um Museu Sacro inserido no contexto Arquitetônico da Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça para a Comunidade como um todo da Terceira Cidade mais antiga do Brasil, São Francisco do Sul.
Um homem de fé e de importância espiritual de primeira grandeza, já viveu em Portugal, Itália (Vaticano), Estados Unidos e Índia, por onde passou realizou e realizou bem, deixou traços indeleveis do seu grande êxito.
A Família e o Casamento para Padre Álvaro é uma questão de evolução da sociedade, onde a moda não dita pareceres e nem decreta o desuso.

Entrevista

Portal Net Babillons
Padre Álvaro, em sua opinião, o que representa para o Povo Brasileiro a visita do Papa Bento XVI?
Padre Alvaro

Eros é um prazer nos encontrarmos três anos depois, coincidentemente no mesmo dia da minha primeira Entrevista para o Portal e olha quanta água correu por debaixo da ponte e quem sabe quantas coisas novas iremos conversar hoje.
Para todo o Povo Brasileiro Católico, Evangélico e de outras Igrejas eu creio que significa a vinda de uma Personalidade conhecida no Mundo inteiro e representativa da unidade dos Católicos em todo o Mundo; então, representa sem dúvida, uma grande curiosidade, mas para os 150 Milhões de Católicos Brasileiros significa a presença do Pai Espiritual, a presença do Pai que veio visitar para dar alento, para dar conforto, para dar ânimo e entusiasmo a vida de fé do Povo Católico no Brasil.

Foto: GMG
O Diretor Eros Damiam Pereira Entrevista depois de três anos pela segunda vez, Padre Álvaro Joaquim de Oliveira na Redação do Portal Net Babillons. Com vasto conhecimento a respeito a Igreja Católica Padre Álvaro falou sobre a importância da visita do Papa Bento XVI ao Brasil e a Canonização do Primeiro Santo Brasileiro, Frei Galvão.


Portal Net Babillons
A Igreja Católica no Brasil tem a maior comunidade Cristã do Planeta Terra, como o Vaticano vê e trata dessa questão tão importante?
Padre Alvaro
Eu creio que o Vaticano teve uma preocupação muito grande com os Católicos Brasileiros nos anos 80, quando a Teologia da Libertação começou a fazer parte do dia-a-dia dos Padres e claro um assunto polêmico, um assunto novo dentro da gama de assuntos teológicos da Igreja, mas que se tornou uma curiosidade para os Padres e que eles tentavam explicar ao povo. Mas, o Povo Católico, assim como o povo do dia-a-dia ele precisa é viver a fé; ele não tem tanto interesse por assuntos detalhistas, por discussões de um nível mais elevado e eu creio que isso serviu para confundir o povo. Naquela época a Cúpula de Roma da Igreja estava muito preocupada com esse fenômeno, acredito que hoje isso já passou.
A Igreja Católica no Brasil por parte dos Bispos e da maioria Padres está mais preocupada mesmo com a vivência do dia-a-dia da fé e da religiosidade do Povo Católico, hoje Roma está contente com o novo endereço da vida Católica no Brasil.

Portal Net Babillons
Quais são as mudanças na Igreja Católica, trazidas Pelo Papa Bento XVI?
Padre Alvaro
Eu acredito que esse Papa não trará mudanças na Igreja, absolutamente! Pela formação tradicional própria dele, por ser um Professor de dogma da Igreja Católica nos seus verdes anos e por ter sido escolhido para Papa, apesar da sua idade, para dar clareza de idéias à Igreja Católica, num período histórico de mudanças, de concepções. Nós tivemos o Concílio Vaticano II que trouxe uma transformação muito grande dentro da Igreja e de conseqüência muita gente ficou perplexa, confusa, já o Papa João Paulo II trouxe bastante serenidade nesse sentido de concepções, idéias e teologias. Mas, o Papa Bento XVI um homem com uma formação ainda mais profunda, ele veio confirmar o que a Igreja já conhecia e conhece desde os tempos antigos e confirma o que o Papa João Paulo II ensinou nos seus muitos escritos durante os 25 anos de seu Pontificado.
Então creio que a Igreja e o Mundo não podem esperar nada de diferente do Papa Bento XVI.

Portal Net Babillons
No que se refere a vocação religiosa dos Jovens Brasileiros, como se explica a desmotivação gradativa dos últimos 25 Anos, para seguir a profissão Eclesiástica, no Brasil?
Padre Alvaro

Veja Eros, nós vivemos numa época de muitas mudanças seja no campo social, econômico e científico e você há de convir comigo que essas mudanças influenciam as pessoas. Seja qual for a posição onde essas pessoas vivam, trabalhem ou desenvolvam suas atividades e no caso dos religiosos a sua missão, não há dúvida que as mudanças do Mundo tenham influência, então nos jovens essas mudanças são muito fortes, trazem para eles que não tem uma tradição de idéias, novos sonhos, sonhos estes no campo econômico, curiosidade científica e até mesmo preocupação com a sua formação. Existem poucos ideais, o Mundo não te convida a ser um sonhador no sentido ideológico, de conseqüência os jovens de hoje tem poucos sonhos, eles se lançam ou buscam uma realização financeira e profissional, então aí é difícil também para a Igreja nos Seminários levar uma ideologia que suscite interesse na juventude, de conseqüência as vocações hoje são mais difíceis.

Portal Net Babillons
O fato de Frei Galvão um Brasileiro ter sido Canonizado hoje no Brasil, ato Clérico Papal da maior importância, faz com que os Jovens Brasileiros fiquem mais motivados com a Igreja Católica e desabrochem a sua Vocação Religiosa?
Padre Alvaro
Eu creio que vem confirmar, naqueles que já estão dentro do Seminário a importância da santificação pessoal, a importância da dedicação, como no caso do Frei Galvão aos pobres e necessitados, uma vida envolvida com essa missão é muito significativa.
Mas creio que a maioria dos Católicos vai admirar o Frei Galvão, eles vão pensar mais no sentido que existem ainda hoje Santos que se interessam pelas coisas de Deus. Mas, não vejo assim, imediatamente, razão para um aumento de vocações, eu creio que mais a presença do Papa com o seu idealismo, com os discursos que tem feito, com o encontro que ele teve com os jovens seja uma coisa mais imediata, mais sentida. O Frei Galvão embora uma grande figura, está no passado para a maioria dos jovens de hoje.

Foto: GMG
Um homem que já realizou diversas Missões Internacionais propagando a fé e a palavra de Deus, Padre Álvaro de Oliveira Joaquim diz que o Aborto é um assunto muito delicado. "...A Igreja Católica, nesse sentido, defende a vida com todos os meios, como a gente diz com unhas e dentes, então a Igreja Católica nunca aceitará o Aborto como Lei. "

Portal Net Babillons
Padre Álvaro existe alguma flexibilidade da Igreja Católica no tratar do polêmico assunto em voga, o “Aborto” no Brasil?
Padre Alvaro

O assunto do Aborto é realmente um tema muito delicado. Onde por um lado a Igreja afirma que não se discute o assunto vida. Nós nos ajoelhamos perante a vida, para nós vida significa: “Dom de Deus”, e o ser humano não tem o direito de intervir ou matar a vida de quem quer que seja, embora embrionário. Mas o assunto Aborto, tem um lado concreto, um lado dramático de meninas moças, mulheres que sofrem com o fato de estarem grávidas, de terem dentro do próprio seio uma vida humana, então nós nos encontramos aqui perante duas realidades dramáticas. A realidade do feto e a realidade da mãe, a Igreja vê o tratamento desses dois assuntos da seguinte maneira, a vida é inviolável, precisamos então educar as pessoas, desenvolver a atividade educativa, em primeiro lugar na família, depois na escola e após na sociedade através de todos os meios para que o rapaz e a moça, o menino e a menina entendam que devem respeitar a vida, que devem se respeitar. Claro que isso é uma meta, e uma meta é uma coisa que nós precisamos atingir no amanhã. Mas, o Governo que administra a coisa pública se preocupa com as realidades concretas do hoje. Então, talvez no hoje a gente deva aceitar uma realidade sofrida, mas eu questiono, não daria como resposta uma lei que determine até os nove dias ou até os três meses que se pode matar um feto, porque sempre na concepção da Igreja Católica é uma vida humana. É preciso de compreensão com os fatos concretos, mas uma lei se dizendo que pode abortar com um dia, um mês, ou três meses, eu também acho muito arriscado, porque se a Constituição Brasileira defende a vida humana em todos os sentidos, acho que a Lei do Aborto vai contra a própria Constituição. E a Igreja Católica, nesse sentido, defende a vida com todos os meios, como a gente diz com unhas e dentes, então a Igreja Católica nunca aceitará o Aborto como Lei.

Portal Net Babillons
Padre Álvaro em sua opinião o Papa Bento XVI em sua visita ao Brasil, emocionou-se com a efusividade cristã pelos lugares por onde passou?
Padre Alvaro
Mas não há dúvida! O Papa Bento XVI é Alemão, nós sabemos que os Países Nórdicos de línguas saxônicas são e devido ao clima, também, pessoas mais frias, pessoas mais calculistas, menos emocionais, do que os Latinos e os Mediterrâneos.
Então, certamente nas visitas que ele fez à Alemanha, embora tenha sido muito aclamado pelos seus conterrâneos, não foi aquele calor humano e aquela demonstração de efusividade cristã e católica, como ele está tendo aqui no Brasil. O Papa irá levar, sem dúvida, uma recordação fantástica pelo acolhimento caloroso com que está sendo recebido no Brasil.

Portal Net Babillons
Padre o que é o Projeto Via Sacra que o senhor vêm trabalhando em São Francisco do Sul?
Padre Alvaro
Desde que eu cheguei a São Francisco do Sul vendo esse mar, esses montes, esses morros e um povo tão querido e vendo sobretudo o Morro Pão de Açúcar com uma Cruz Iluminada, me veio a idéia de um dia poder construir uma Via Sacra com figuras tridimensionais, em tamanho natural, que se tornasse um sinal da fé cristã dos Francisquenses e ao mesmo tempo se tornasse um motivo a mais de Atração Turística para a Ilha de São Francisco do Sul.
Agora eu vejo pela reação otimista daqueles com quem conversei sobre o Projeto, vejo a possibilidade de nós realizarmos esse grande sonho, meu e de muitos com quem já conversei.

Foto: GMG
Padre Álvaro de Oliveira Joaquim, apresenta ao Diretor do Portal Net Babillons e também Artista Plástico, Eros Damiam Pereira o book com as imagens tridimensionais que fazem parte do Projeto Via Sacra que se realizará na Cidade de São Francisco do Sul-SC.

Foto: GMG
Padre Álvaro de Oliveira Joaquim, fala sobre a importância da vinda do Papa Bento XVI ao Brasil, uma Personalidade Mundial. Padre Álvaro diz, que o Papa representa a presença do Pai Espiritual que veio dar conforto aos seus 150 Milhões de Católicos Brasileiros.

Portal Net Babillons
Padre Álvaro, fale um pouco sobre o Projeto do Museu Sacro da Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça?
Padre Alvaro
A Igreja de São Francisco do Sul é a mais antiga, assim como a Paróquia Nossa Senhora da Graça foi a primeira de Santa Catarina. Então nós temos muitos objetos sacros antigos, livros, santos, objetos litúrgicos jogados aqui e ali, então nos veio essa idéia de constituir um Museu de Arte Sacra, para juntarmos em um só local, de maneira ordenada e cientificamente preservada todo esse acervo de objetos que a gente vem recolhendo. Agora já conseguimos a aprovação de todos os Estatutos do Museu de Arte Sacra, estamos constituindo a Diretoria para registrarmos os Estatutos e queremos ainda este ano, talvez, por ocasião da Festa da Padroeira, em Setembro, abrir pelo menos uma ala do Museu de Arte Sacra de São Francisco do Sul que levará o nome do Padre Antônio Nóbrega, uma figura mítica da nossa sociedade, muito respeitado no seu tempo e que deixou aqui descendentes, pois tinha aqui mulher e filhos, mas nem por isso foi menos digno de reverência e respeito em São Francisco do Sul, pelo menos foi isso que aprendi quando nessa cidade cheguei; os fiéis me falaram com muita consideração e emoção do Padre Antônio Nóbrega.

Portal Net Babillons
Padre Álvaro, o senhor teve passagem pelo Vaticano, na oportunidade chegou a conhecer o atual Papa Bento XVI?
Padre Alvaro
Pessoalmente não, mas eu o via em Cerimônias. Em uma ocasião que eu estive com o Papa João Paulo II pude ver de perto o Cardeal Ratzinger, mas assim uma conversa pessoal não tive, durante o tempo que trabalhei no Vaticano em Roma.

Portal Net Babillons
No cotidiano dos Católicos a Instituição Sagrada do Matrimônio, tem aumentado ou diminuindo nos últimos 10 Anos?
Padre Alvaro

Eros, eu digo aqui aquilo que disse ainda a pouco a respeito das vocações. O ser humano é um ser social por natureza e é um ser influenciável positivamente e negativamente, agora o progresso humano, a curiosidade de filmes e novelas, a tecnologia avançada em que nós vivemos hoje, você pode ir buscar numa Videolocadora, filmes de todos os interesses e curiosidades humanas, a Internet com todas as suas riquezas e também com todas as suas ofertas sejam boas ou ruins, isso tudo vem transformando seres humanos e interferindo nas concepções e no comportamento das pessoas, de conseqüência nós vemos uma decadência em Filosofia, a gente diz que vivemos uma época da humanidade de um pensamento fraco, nós não temos conceitos firmes, tudo é descartável. Você vai ao supermercado e pode comprar aquilo o que quiser, também no sentido de ideologias, idéias, conceitos e comportamentos, tudo é relativo, volúvel e pode mudar.
As pessoas mesmo aquelas que se casaram com bons propósitos, na primeira dificuldade eles dizem: porque irei continuar, eu quero mudar, me separar. Isso é o que está acontecendo, seja em pessoas que não tenham nenhuma religião ou aquelas com convicção católica ou evangélica; existem por natureza pessoas mais volúveis que as outras, então isso faz com que nas grandes decisões elas mudem com maior facilidade. Precisaríamos que a família que é a célula da sociedade, é o elemento básico para que a sociedade possa progredir afirmativamente, nós precisaríamos unir todas as forças positivamente, todas as entidades que podem ajudar a construir novamente uma família mais firme: de onde vem a criança, o adolescente, o jovem que se torna um futuro adulto e sem princípios firmes é claro que as crianças se tornam também pessoas volúveis até chegar adulto e dessa forma a família se perde.

Foto: GMG
Padre Álvaro que teve uma passagem de mais de seis anos pelo Vaticano, explana sobre as mudanças que foram fundamentais para a Igreja Católica com a instituição do Concílio Vaticano II.

Portal Net Babillons
Padre Álvaro em sua opinião a Modernização e Tradição, que aconteceu nos idos de 1968 (década de 60) entrou em conflito na Igreja Católica, ou simplesmente foi um problema de adequação?
Padre Alvaro
O Papa João XXIII que reinou de 1958 até 1962 foi um Papa que soube sentir o problema da humanidade, soube perceber as mudanças do Mundo dentro do qual existia a Igreja Católica - uma Igreja tradicional, parada no tempo, ainda usando na sua liturgia a língua latina há séculos, desconhecida pelo povo que freqüentava as Igrejas, então o Papa João XXIII lançou a idéia, o Concílio Vaticano II, que ele mesmo disse: Um Concílio Pastoral, para tratar dos assuntos que o povo vive, ele disse e ouviu que o Espírito Santo quer mudar a Igreja, então vamos abrir as janelas dessa Igreja para que entre um vento novo, um vento revolucionário que chega a entender o povo simples.
Então, o Concílio Vaticano II, antes ainda da Revolução de 68, pois aconteceu de 1962 até 1965 e foram realizadas grandes mudanças, foi ali que se decidiu que as missas, as liturgias não seriam mais em latim, mas poderia ser na língua vernácula a partir daquele momento e o primeiro documento do Concílio Vaticano II foi o documento sobre a Sagrada Liturgia tamanha era a necessidade de mudanças dentro da liturgia, então esses documentos do Concílio trataram de todos os assuntos da Igreja, a definição da própria Igreja, uma nova concepção de Igreja que antes era piramidal, estava lá em cima o Papa, depois os Cardeais, os Arcebispos, os Bispos, Padres e lá em baixo como se não valesse nada o povo cristão, que deveria obedecer.
O documento sobre a Igreja disse, agora não é mais assim, pois, a Igreja somos todos nós e o Papa, Bispos, Padres estão a serviço desse povo, pois eles também são povo antes de serem Papa, Cardeais, Arcebispos, Bispos e Padres, são o povo de Deus à caminho. Isso foi uma mudança tremenda, uma mudança radical positiva, foi uma valorização do povo e foi lembrar aqueles que estavam em alguma escala superior foi uma declaração que quem está nessa escala, está ali para servir o povo, isso é muito importante. Claro que ainda hoje a gente encontra Padres e Bispos que estão ali para se engrandecer, mas, graças a Deus eu diria que 80% dos Padres e Bispos entenderam que a vocação deles é para estar a serviço do povo de Deus.

Portal Net Babillons
Padre Álvaro em sua opinião, o Padre faz a Paróquia ou a Paróquia faz o Padre?
Padre Alvaro
Ah! Você está brincando comigo, está mexendo comigo...(risos). Eros, eu acho que o Padre está à frente da Paróquia, como um Pai está a frente de sua Família. O pai faz os filhos, a maneira como ele trata os filhos com carinho ou com rigor, brabo ou só como um comandante, ele pode criar os filhos amedrontados, tímidos que amanhã serão incapazes de ingressar na sociedade com coragem. Ao contrário de um pai bondoso, que elogia os filhos, compreensivo, que sabe brincar com eles de acordo com suas idades; senta no chão faz com que estas crianças vão crescendo com alegria e amanhã sejam jovens e adultos realizados na vida, porque o pai lhes deu aquele sentido na alegria de viver. A mesma coisa eu vejo no Padre que está à frente de seus fiéis, com alegria, com entusiasmo, que os ama, ele faz o povo da Paróquia feliz e por outro lado assim como um Pai que recebe um beijo, um abraço dos seus filhos e que gostam dele; quando ele viaja ligam perguntando quando irá voltar, dizendo que estão com saudades, da mesma maneira o povo faz o Padre. Porque se o Padre trata bem o povo, o povo também demonstra, seja no seu aniversário ou no dia do Padre ou numa celebração especial e o Padre sente todo esse povo como a sua família. O Padre que deixa o povo contente, ao final de uma celebração volta para casa como que flutuando porque rezou, cantou, ouviu uma palavra de entusiasmo e volta para casa contente, da mesma maneira o povo responde e manifesta ao Padre depois da Missa ou já na Sacristia, dizendo que gostou do que foi dito no evangelho do dia e o Padre se sente feliz, essa é a família, o Padre junto do Povo. Não é possível um Padre ser feliz sem levar junto consigo o povo de Deus.

Foto: GMG
Eros pergunta a respeito do Governo do Presidente Lula, como o Papa e a Igreja avaliam suas ações. Sendo um homem muito inteligente e culto, Padre Álvro diz que a Igreja ainda vê o Governo com muita corrupção. "...então a Igreja entende que às vezes o Presidente não acerta nas escolhas de um ou outro Ministro, mas não é por isso que a Igreja critica o Governo..."

Portal Net Babillons
Em sua opinião, como o Papa Bento XVI e a Igreja Católica vêem o Governo Brasileiro do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva?
Padre Alvaro
A Igreja ainda vê o Governo como um ambiente onde acontece muita corrupção. Por outro lado vê o Governo Lula, especialmente nesse segundo mandato, como um Governo mais seguro de si mesmo, um Governo que está dando segurança também sobre o ponto de vista financeiro; que precisaria ainda investir mais na educação, na saúde; que a saúde do Povo Brasileiro, ainda, está muito abandonada; então o Governo deveria investir sobretudo nesses dois setores que são prioridades na Constituição Brasileira ,o PAC- Plano de Aceleração do Crescimento deveria ter dado um pouco mais de espaço a educação e a saúde do povo brasileiro.
A Igreja sabe muito bem, sobretudo os homens que administram a Igreja que administrar não é nada fácil, tem que se contar com tantas pessoas, das quais não temos um conhecimento profundo sobre honestidade ou desonestidade, então a Igreja entende que às vezes o Presidente não acerta nas escolhas de um ou outro Ministro, mas não é por isso que a Igreja critica o Governo, apesar de querer ver o Governo mais preocupado com o povão e não somente com as empresas, os ricos e a elite da nação. É o povão que faz o País, embora o Presidente Lula tenha mostrado um pouco mais de preocupação com o povão, eu, pessoalmente, acredito que muito mais poderia ser feito pelo Governo atual.

Eros eu é que agradeço, tenho por você uma grande estima, me lembrei de você. Porque você para mim é uma pessoa muito querida, assim como a Denise e as suas filhas. Uma família maravilhosa, uma família exemplar, parabéns por isso, que Deus abençoe sempre vocês, muito obrigado!

VEJA MAIS...



Portal Net Babillons, 11 de Maio de 2007.

Página de aberturaÍndice de notícias.
Índice do Canal.

 

Álvaro de Oliveira Joaquim
Pároco da Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça em
São Francisco do Sul - Santa Catarina