Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

4o Joinville Jazz Festival Terá Ícones da Música Instrumental

Em junho, a "Seleção Brasileira de Música Instrumental" estará em Santa Catarina. A 4a edição do Joinville Jazz Festival será realizada nos dias 2, 3 e 4 e promete consagrar o evento como um dos mais importantes do Brasil e, certamente, irá marcar a cultura musical joinvilense. Um dos motivos será o resgate histórico do Teatro Harmonia Lyra, onde serão realizados os shows principais. Este ano, o Instituto Joinville Jazz, responsável pela realização, está incentivando essa nova possibilidade de palco. "É uma satisfação devolvermos a música ao seu grande palco em Joinville, afinal a Lyra, desde 1858, é a mais antiga e tradicional entidade voltada ao fomento desta vertente artística no Estado," explica o presidente do Instituto, Carlos Adauto Virmond Vieira.
A prefeitura apóia o evento, através da Fundação Cultural de Joinville. As oficinas musicais serão realizadas na Escola de Música Villa-Lobos, da Casa da Cultura Fausto Rocha Junior. Adultos e crianças poderão participar gratuitamente, mas as vagas são limitadas. Os interessados devem efetuar a inscrição na loja Graves e Agudos, do Shopping Cidade das Flores, e no local das aulas, a partir do dia 27 de maio. Pela sua magnitude, o Joinville Jazz Festival também se tornou um dos projetos culturais prioritários da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Regional / Joinville, acompanhado pessoalmente pelo secretário de Estado Manoel Mendonça.
Outra novidade será iniciar as apresentações na sexta-feira e a criação de uma Noite de Gala, reservada para o domingo. O diretor artístico do Instituto e curador do evento, Luiz Bueno, considera que a última noite mereceu esse prestígio devido à grandeza do convidado: Egberto Gismonti. Quem ouvir seu solo de piano ou sua performance no violão de 10 ou 8 cordas vai entender porque é considerado um dos mais importantes músicos do país. Entretanto, para as demais noites do 4o Joinville Jazz Festival estão reservados outros ícones da música instrumental nacional valorizados em todo mundo: Naná Vasconcelos (percussão), Wagner Tiso (piano), Victor Biglione (guitarra) e Marcio Malard (cello).
Passaporte para prestigiar todas as noites
Os ingressos estarão à venda, a partir do dia 27 de maio, na Loja Grendelli, do Shopping Mueller, na loja Graves e Agudos, do Shopping Cidade das Flores, e no Visconde. O valor do ingresso é de R$ 30,00, sendo que estudantes e idosos pagam a metade. Para incentivar o público a prestigiar todas as noites, será oferecido um passaporte de R$ 70,00. Os estudantes e idosos também poderão aderir ao pacote promocional, com direito a assistir a todos os shows pelo valor de R$ 35,00. A programação, informações sobre os músicos, histórico do evento, fotos e novidades estão disponíveis no site: www.joinvillejazz.com.br.
Espaço aos talentos locais
Quem abre a primeira noite no Teatro Harmonia Lyra será a Joinville All Star Band, concretizando antecipadamente uma das metas do Instituto Joinville Jazz, de reunir músicos locais, de diferentes "tribos", exclusivamente para ensaiar e apresentar um repertório especial.
A Joinville All Star Band terá uma nova formação a cada ano. A novidade deste primeiro grupo é a artista Lily, que traz a voz afinada e swingada como instrumento. Além de Lily nos vocais, o grupo é composto por Marquinhos, na bateria; Jacsom, no piano; Jonas, na percussão; Márcio no contrabaixo e Samuel no trompete.
Oficinas incentivam o aprimoramento musical
Faz parte da filosofia do Joinville Jazz Festival proporcionar o aperfeiçoamento dos instrumentistas locais, através das Oficinas ministradas por nomes consagrados da música brasileira. Por isso, nessa edição, as oficinas serão oferecidas gratuitamente. Elas serão realizadas nos dias 2, 3 e 4 de junho, das 14 às 17 horas, na Escola de Música Villa-Lobos, da Casa da Cultura Fausto Rocha Junior. A inscrição poderá ser efetuada na loja Graves e Agudos, do Shopping Cidade das Flores, e no local das aulas, a partir do dia 27 de maio.
Com essa fórmula, de disseminar conhecimento musical, dentro de alguns anos, Joinville e região passará a contar com mais músicos de elevado nível técnico, a ponto de dividir o palco com seus ídolos. Alguns artistas já arriscaram vôos maiores estimulados pelas experiências e contatos das Oficinas. O Joinville Jazz Festival quer impulsionar o talento dos novos artistas, como já aconteceu com o tecladista Edinho. Motivado pelo clima do evento e com os contatos feitos, no ano passado, mudou-se para São Paulo em busca do seu lugar no seleto universo da música instrumental. Agora, volta à cidade integrando o grupo Maraca, liderado por Pádua Moreira, na primeira atração da noite de sábado.
Nesta edição, a exemplo dos anos anteriores, as Oficinas de bateria, baixo, guitarra, piano e sopros serão com grandes mestres da música instrumental.
Bateria: Azael Rodrigues - participou dos maiores grupos de jazz no inicio dos anos 80.
Piano: André Marques - revelação do piano brasileiro integra o grupo de Hermeto Pascoal e o trio Curupira.
Guitarra: Michel Leme - é o guitarrista preferido de Arismar do Espírito Santo
Sopros: Pedro Figueiredo - integra o grupo de Renato Borghetti
Baixo: Itamar Collaço - integra o grupo Zimbo Trio
Shows gratuitos nos Palcos Alternativos
Até mesmo os músicos dos shows gratuitos - Palcos Alternativos - são cuidadosamente escolhidos. No dia 3 de junho, às 17 horas, Carlos Malta e Pife Muderno brindarão o público com um espetáculo aberto, no Shopping Müeller. No domingo (4/6), no mesmo horário e local, a comunidade poderá assistir de graça a apresentação da dupla Ulisses Rocha e Toninho Ferragutti, dois dos maiores expoentes no violão e acordeon.
Chorinho no Mercado
Além dos Palcos Alternativos, haverá outro show gratuito no Mercado Público Municipal de Joinville. No dia 3 de junho, a partir das 13 horas, os músicos locais irão emprestar o palco ao violinista francês Nicolas Krassik para a realização do Chorinho no Mercado. De formação erudita e jazzística, o violinista Nicolas estará acompanhado de Fernando Duarte, no violão de 7 cordas, e de João Hermeto, na percussão.
Iniciação na música livre
O Clubinho do Jazz é um espaço exclusivo para crianças de 9 a 12 anos que, quase de brincadeira, vão descobrindo o fascinante mundo da harmonia musical. Organizado com um carinho especial pelo músico Luiz Bueno, será promovido no sábado (3/6), das 14 às 17 horas, na Escola de Música Villa-Lobos, da Casa da Cultura Fausto Rocha Junior.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Casa da Cultura e na loja Graves e Agudos, do Shopping Cidade das Flores, a partir do dia 27 de maio. A meta do Instituto é despertar nos meninos e meninas a curiosidade sobre os conceitos e técnicas do jazz, incentivado-os a encontrar sua forma natural de expressão através da música.
Jam Session
Depois dos shows principais, a partir das 23 horas, a movimentação musical continua nas Jam Sessions. Nesta edição, nas noites de sexta e de sábado (2 e 3 de junho) as Jam Sessions serão promovidas no Visconde. Dessa vez, uma formação especial de músicos "crias do festival" irá recepcionar o público: Edinho, no teclado; Beto, na Bateria; Jefferson Lescowicth, no baixo; e Pedro Figueiredo no sopro.
Edinho, que se apresentará no grupo Maraca, está morando em São Paulo, depois de ter sido motivado pelo Joinville Jazz Festival a trilhar novos caminhos. O tecladista Beto é um dos mais autênticos músicos da noite joinvilense e o baixista Jefferson Lescowicth, que brilhou no palco principal em 2005, vem à cidade especialmente para integrar as Jams. Pedro Figueiredo será um dos oficineiros e é integrante do grupo de Borghetinho. Este é o núcleo base da Jam, que tem como característica misturar e integrar os músicos locais com as estrelas de fora, em improvisações surpreendentes, num espetáculo à parte.
Programação do 4o. Joinville Jazz Festival
Shows Principais
Local: Teatro Harmonia Lyra: às 20 horas
Dia 2 de junho (sexta-feira)
20h00 - Joinville All Star Band
21h00 - Quarteto Maogani
22h00 - Wagner Tiso, Victor Biglione e Marcio Malard
Dia 3 de junho (sábado)
20h00 - Grupo Maraca
21h00 - Bocato e Léa Freire
22h00 - Naná Vasconcelos
Dia 4 de junho (domingo)
20h00 - Nelson Ayres Trio
21h00 - Egberto Gismonti
Palcos Alternativos
Dia 3 de junho - (sábado)
Local: Shopping Mueller
17h00: Carlos Malta e Pife Muderno
Dia 4 de junho - domingo
Local: Shopping Mueller
17h00: Ulisses Rocha e Toninho Ferragutti
Oficinas Musicais
Local: Casa da Cultura Fausto Rocha Junior
Dias 2, 3 e 4 de junho
Das 14 às 17 horas
Bateria: Azael Rodrigues
Piano: André Marques
Guitarra: Michel Leme
Sopros: Pedro Figueiredo
Baixo: Itamar Collaço
Clubinho do Jazz
Local: Casa da Cultura Fausto Rocha Junior
Dia 3 (sábado)
Das 14h00 às 17h00
Oficineiro: Luiz Bueno
Chorinho no Mercado
Local: Mercado Público Municipal de Joinville
Dia 3 (sábado)
13h00: Nicolas Krassik
Jam Session
Local: Visconde
Dias 2 e 3 de junho, a partir das 23 horas
Fonte: Diretoria de Comunicação Social da Prefeitura Municipal de Joinville
18/05/2006


 

Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal