Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura
Requião Homenageia Coreógrafa do Ballet Nacional de Cuba

A bailarina e coreógrafa cubana Alicia Alonso foi homenageada, nesta segunda-feira (22), pelo governador Roberto Requião, com a Comenda da Ordem do Pinheiro. A cerimônia, no Palácio Iguaçu, emocionou a diva do balé mundial. “Recebo comovida essa homenagem, em nome do meu povo, em nome do Ballet Nacional de Cuba e de todos os bailarinos. É uma homenagem para todos e para a dança no mundo”, agradeceu Alicia Alonso.
Ao entregar a comenda, o governador enfatizou que “essa é uma homenagem do Governo do Paraná à garra, à perseverança, à capacidade de Alicia em prosseguir com sua arte, mas também uma homenagem ao Ballet Nacional de Cuba e ao povo cubano”. Requião lembrou “da luta e da resistência do povo cubano à homogeneização do mundo, submetido a pesados interesses financeiros”. Segundo o governador, “é comovente o exemplo de vida de Alícia, que se confunde com o exemplo de vida do povo cubano”.
A Comenda da Ordem do Pinheiro, instituída pelo Governo do Paraná em 1972, é a mais alta homenagem que o Estado presta àqueles que se distinguem pela notoriedade do saber ou por prestar serviços relevantes. A bailarina cubana também recebeu, das mãos do secretário Chefe da Casa Civil, Rafael Iatauro, o Diploma da Ordem do Pinheiro.
Vida dedicada à dança
– Considerada uma das personalidades mais relevantes da história mundial da dança, Alicia Alonso, nascida em Havana, em 1920, estreou no ballet em 1931, tendo passado por escolas renomadas, como a “School of America Ballet”.
Fundou em 1948, em Havana, o Ballet Alicia Alonso, o qual manteve com seus próprios recursos até 1959. Em 1960, a companhia passou a ser denominada Ballet Nacional de Cuba, mantida com o apoio governamental. São célebres suas versões coreográficas dos grandes clássicos da dança. Alicia Alonso recebeu, ao longo de sua carreira, diversos títulos de reconhecimento, como o de “Doutora Honoris Causa” pela Universidade de Havana, Instituto Superior de Arte de Cuba, Universidade Politécnica de Valença, na Espanha, e Universidade de Guadalajara, no México. Em 2002, foi nomeada Embaixadora da República de Cuba, pelo Ministério das Relações exteriores de seu país, e investida em Paris como embaixadora da Boa Vontade da Unesco.
Acompanhada do marido Pedro Simon, diretor do Museu da Dança de Cuba, a bailarina e coreógrafa está em Curitiba para a apresentação única do Ballet Nacional de Cuba, no Teatro Guaíra, nesta segunda-feira. Participaram da homenagem, no Palácio Iguaçu, a secretária estadual da Cultura e diretora do Centro Cultural Teatro Guaíra, Vera Mussi, diretores do Guaíra, artistas, secretários de Estado e deputados.
Fonte: Governo do Estado do Paraná
22/05/2006



Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal