Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Monarco contará vida e carreira em depoimento ao MIS

O compositor e sambista Monarco, ligado à Escola de Samba Portela, contará vida e carreira musical de mais de 50 anos em depoimento que prestará ao MIS (Museu da Imagem e do Som), órgão da Secretaria de Cultura no dia 28, às 14h. O museu fica na Praça Rui Barbosa 1, próximo à Praça 15, Centro do Rio. O depoimento será realizado por Lanfranco Vasseli (Lan), Carlos Lemos, José de La Peña Neto, Carlos Monte e Casemiro Vieira.
Hildemar Diniz, conhecido como Monarco, nasceu em 17 de agosto de 1933, no bairro de Cavalcanti, Zona Norte do Rio, mas passou grande parte da infância em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. No depoimento, ele falará dos primeiros contatos com os sambistas da Portela, da participação nos blocos carnavalescos e de seus primeiros sambas. Em 1950, Monarco entrou para a ala dos compositores da Portela e, posteriormente, foi diretor de harmonia da agremiação. Atualmente, o sambista apresenta-se em shows com a Velha Guarda da Portela.
O compositor só lançou o primeiro disco solo, que também o revelou como intérprete, em 1976. Nele, destacavam-se as músicas "Quitandeiro" e "O lenço". O segundo disco de Monarco “Terreiro” foi lançado em 1980. Em 1995, gravou o CD “A Voz do Samba” lançado inicialmente no Japão e recebeu o Prêmio Sharp como o melhor cantor do gênero.
Suas composições são gravadas por grandes cantores como Beth Carvalho, Martinho da Vila, João Nogueira, Paulinho da Viola, Roberto Ribeiro, Clara Nunes, Maria Creuza e Zeca Pagodinho, entre outros. As músicas de Monarco mostram a forma tradicional dos autênticos sambas de terreiro, conhecido também como samba de raiz. Ele, ao lado de Nelson Sargento e Wilson Moreira, formam a resistência de um estilo de música que foi varrido das quadras das escolas de samba.
- Você nunca vai ouvir numa quadra de escola um samba do coração, daqueles que o sujeito faz por um amor perdido, enaltecendo as estrelas ou a passarada como Candeia fazia - registra.
Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro
21/06/2006


 

Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal