Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Osesp abre o 37º Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão

A direção artística do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão escolheu como tema da 37ª edição as obras dos mestres russos Tchaikovsky, Stravinsky, Prokofiev, Shostakovich, Rimsky-Korsakov, Borodin e Mussorgsky, entre outros. O mais importante festival da América Latina não poderia deixar de lembrar também dos 250 anos do nascimento de Wolfgang Amadeus Mozart, comemorados em 2006.
A maratona começa no dia 8 de julho. Durante 23 dias serão apresentados 42 concertos, recitais e espetáculos no Auditório Cláudio Santoro, grande parte deles com preços populares, além de muitos gratuitos na Praça do Capivari e nas Igrejas Santa Terezinha e São Benedito. Os destaques deste ano são muitos: a música de câmara internacional vem representada pelas cordas do Quarteto Borodin, os metais do German Brass e os sopros do Quinteto da Filarmônica de Berlim, a melhor orquestra do mundo, e ainda grandes músicos brasileiros como Nelson Freire, Antônio Meneses, Jean-Louis Steuerman, Alex Klein, Orquestra Acadêmica, OSB, OSESP e o compositor residente Edino Krieger.
O festival tem mais duas novidades. A primeira é a Mostra de Cinema que será realizada no Espaço Cultural Cinema Dr. Além entre 16 e 30 julho, às sextas-feiras e domingos, onde serão exibidos clássicos do cinema russo e filmes baseados na vida e obra de Mozart. A outra, uma reividincação antiga da cidade, o festival prossegue por mais dois fins de semana, dias 5 e 12 de agosto, esticando um pouco mais a temporada de inverno.
As aulas e masterclasses serão ministradas por músicos de formações e instituições de renome mundial: Academia Herbert Von Karajan, Conservatório Superior Nacional de Paris, Conservatório Real de Bruxelas, New England Conservatory de Boston, Escola Superior de Munique, Alla Scala de Milão, Ópera de Hamburgo, Ópera de Stuttgart, Sinfônicas de Chicago e de Toronto e das Filarmônicas de Berlim, Milão, Los Angeles e Buffalo.
As mais de 200 bolsas de estudos para aulas e masterclasses para músicos a partir dos 12 anos são oferecidas em cursos de instrumentos, prática de orquestra, música de câmara, regência, composição e canto lírico. Assim como nos dois anos anteriores, os bolsistas formarão a Orquestra Acadêmica que tocará e gravará um CD sob a regência de Minczuk. Ao aluno com melhor desempenho durante as três semanas do Festival será concedido o Prêmio Eleazar de Carvalho, que permite o aperfeiçoamento deste nos Estados Unidos ou Europa durante um ano. Como em 2005, outros prêmios serão conferidos durante o Festival para os alunos que mais se destacarem. O resultado do trabalho dos bolsistas poderá ser conferido no concerto de encerramento, que será realizado na Sala São Paulo, em 30 de julho, com a Orquestra Acadêmica do Festival, sob regência do Maestro Roberto Minczuk, diretor artístico do Festival pelo terceiro ano consecutivo.
O compositor residente do Festival será Edino Krieger, um dos mais aclamados maestros e autores eruditos do país. Ganhador do Prêmio Jorge Amado, Krieger compôs Ritmetrias - variações rítmicas sobre um metro contínuo, especialmente para sua primeira audição mundial pela Orquestra Acadêmica.
Pela primeira vez, acontecerá um evento não musical voltado para a formação de músicos: a palestra Como construir uma carreira internacional, contará com as participações de Roberto Minczuk, Antônio Meneses e Alex Klein, entre outros, com mediação de Clodoaldo Medina, coordenador geral do Festival.
O festival terá ainda a montagem inédita no continente latino-americano da ópera Mozart e Salieri op. 48, música e libreto de Rimsky-Korsakov, baseado na peça de Alexander Pushkin, com a Orquestra Acadêmica regida por Roberto Minczuk, o tenor Fernando Portari e o Coral Paulistano.
Confira a programação completa no site: www.festivalcamposdojordao.org.br
Fonte: Secretaria da Cultura - Governo do Estado de São Paulo
08/07/2006

 

Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal