Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

3,5 milhões de pessoas acompanham a Virada Cultural

Em sua terceira edição, a Virada consolida-se como evento importante no calendário cultural da Cidade. Mais de 350 atrações, apresentadas em 80 pontos da Cidade, agitam São Paulo desde a tarde de ontem. Mesmo com fatos isolados ocorridos na Praça da Sé, no fim da madrugada de domingo, a Virada foi um sucesso de público.
O metrô e a SP Trans reforçaram suas linhas durante o evento.A próxima Virada Cultural já tem data marcada: será de 26 a 27 de abril de 2008. O anúncio foi feito no início da tarde de hoje (domingo, 6) pelo prefeito Gilberto Kassab em entrevista coletiva à imprensa na Biblioteca Municipal, quando revelou que 3,5 milhões de pessoas assistiram às atrações do evento, que teve início às 18 horas do sábado com show do cantor e compositor Alceu Valença, na Praça da Sé.
“A Virada Cultural é nosso grande evento, porque mostra a força da cultura brasileira e à disposição do paulistano”, disse o prefeito.Para esta edição, foram programadas cerca de 350 atrações em 68 pontos diferentes da capital.
Para o presidente da São Paulo Turismo, Caio Luiz de Carvalho, esta capilaridade é uma das responsáveis pelo sucesso da Virada Cultural, porque permite às diferentes tribos e tendências ocuparem todos os cantos da cidade. “É levando cultural para toda a cidade que vamos elevar a auto-estima do paulistano”, afirmou. Durante o encontro com a imprensa, o secretário municipal da Cultura, Carlos Augusto Calil, revelou o processo de criação e desenvolvimento deste megaevento. “A primeira edição foi um desafio. Mas logo definimos o conceito de que a Virada Cultural é o momento para a população celebrar sua cidade”.
O secretário municipal entrou no clima do evento e não parou durante a noite e a madrugada. Assistiu ao show de Alceu Valença, depois percorreu as pistas de música eletrônica das ruas XV de Novembro e Direita; a instalação de arte no Pátio do Colégio; o palco de dança na Praça da República; os malabaristas no Shopping Light; a apresentação do grupo O Teatro Mágico, no Boulevard São João; jantou com o prefeito Gilberto Kassab e assistiu aos shows de João Donato no Teatro Municipal, de Cauby Peixoto na Vieira de Carvalho, da banda de rock Tutti Frutti, na Barão de Itapetininga, voltou ao Boulevard São João para ver Ed Motta e de novo à Vieira de Carvalho para assistir ao cantor cubano Fernando Ferrer.
Para o diretor regional do Sesc SP, Danilo Santos de Miranda, “eventos desta natureza demonstram a importância da cultura como bem acessível a todos como parte da formação plena da cidadania”.
Miranda ressaltou que “nas unidades do Sesc, o que vimos foi uma programação vibrante, com atividades criadas especialmente para a Virada que mostram a disposição do paulistano em participar de ações com a marca da novidade e da experimentação.
A Polícia Militar reforçou seu efetivo, que vai passar dos habituais 4 mil homens para 5.500 na noite da Virada Cultural, inclusive com policiamento extra nos principais corredores viários da cidade. O metrô e a SP Trans reforçaram suas linhas para atender ao público. O evento é promovido pela Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a SPTuris.
Fonte: Governo do Estado de São Paulo
07/05/2007


Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal