Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Eventos em diversos pontos da América Latina marcam os 40 anos da morte
de Che Guevara

Amanhã (9), completa 40 anos a morte do guerrilheiro e líder político argentino Ernesto Che Guevara. Médico, Che fez parte do grupo guerrilheiro de inspiração comunista que tomou o poder em Cuba em 1959.
Ele também lutou no Congo e liderou a luta revolucionária na Bolívia em 1966, onde foi morto por tropas do Exército no ano seguinte. Diversas manifestações por toda a América Latina marcaram as homenagens ao Che, principalmente nos países por onde ele passou.
Na Bolívia, segundo a Agência Boliviana de Informações, centenas de jovens de diferentes países estão reunidos no 2º Encontro Mundial Che Guevara, em Vallegrande, cidade onde o corpo do guerrilheiro argentino foi exposto, após a sua execução.
Ontem (7) os participantes do evento foram ao povoado de La Higuera, onde Che foi capturado, onde realizaram um ato em memória dele. Em Cuba, país onde Guevara é herói da Revolução, junto com Fidel Castro, o vice-presidente e irmão de Fidel, Raúl Castro, presidiu uma cerimônia em homenagem ao guerrilheiro em Santa Clara, cidade a 300 quilômetros de Havana, no Memorial Ernesto Che Guevara, onde estão os restos mortais do guerrilheiro, que se naturalizou cubano.
Na ocasião, segundo informou em seu site na internet a Rádio Habana Cuba, foi lido um artigo escrito por Fidel, publicado nos jornais cubanos Granma e Trabajadores. No artigo, o líder cubano diz que "inclina sua fronte" ante Che.
Na Argentina, país onde Che nasceu, foi realizado ontem um festival de música na Praça de Maio, um dos principais locais de manifestação política na capital argentina, Buenos Aires, segundo informou a Agência Telam.
Na Venezuela, de acordo com a Agência Bolivariana de Notícias, foi inaugurado um monumento no Pico da Águia, um dos pontos mais altos dos Andes venezuelanos, por onde Che passou. Ainda segundo a ABN, Outro monumento também foi inaugurado na Guatemala, país onde Che também teve presença política e que sedia até o dia 11 a jornada "Che: 40 anos de sua entrada na imortalidade".
Aqui no Brasil, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) informa em seu site na internet que realiza hoje uma "noite de confraternização e solidariedade" em São Paulo (SP), no lançamento da Campanha de Solidariedade às Bibliotecas do MST, quando será feita uma homenagem a Che.
O movimento também realiza, em diversos pontos do Brasil, a Jornada de Solidariedade e Trabalho Voluntário Che Guevara. O Circuito Universitário de Arte e Cultura (Cuca), da União Nacional dos Estudantes (UNE) também apresenta homenagens ao guerrilheiro.
Até o dia 16 de dezembro, o Cuca-Rio apresenta o espetáculo "As últimas horas de vida de Che Guevara", no terreno da UNE, na Praia do Flamengo, Rio de Janeiro (RJ). O Cuca de Votuporanga (SP) traz a "Mostra Che: Caminhos e histórias de Ernesto Che Guevara", até o dia 11.
(Ana Luiza Zenker)
Fonte:Agência Brasil
08/10/2007


Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal