Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Ministério da Cultura premia ações de preservação do patrimônio

O ministro da Cultura, Gilberto Gil, participa da cerimônia de entrega da 20ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade. O concurso visa a reconhecer ações de proteção, preservação e divulgação do patrimônio cultural brasileiro.
“Preservar esse patrimônio é responsabilidade de todo o povo brasileiro, do Estado e da sociedade civil”, segundo o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida.
Para o ministro da Cultura, Gilberto Gil, que abriu a solenidade, além de "homenagear um dos grandes nomes da vida cultural brasileira", o prêmio é "uma maneira de estimular, de reconhecer e de identificar as atuações de excelência nos vários campos culturais do país”.
Dos 232 trabalhos inscritos, foram selecionados sete, um por categoria: apoio institucional e/ou financeiro, divulgação, educação patrimonial, pesquisa e inventário de acervos, preservação de bens móveis e imóveis, proteção do patrimônio natural e arqueológico, e salvaguarda de bens de natureza imaterial.
O presidente da organização não-governamental (ONG) Sociedade dos Amigos de Pirenópolis (GO), José Reis, que recebeu o prêmio na categoria preservação de bens móveis e imóveis, com a obra de restauração da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário, destacou a “importância do prêmio e a valorização de uma ONG tão pequena como a nossa".
Outra ONG, o Movimento de Vanguarda da Cultura Icoaraci, de Belém (PA), foi premiada na categoria salvaguarda de bens de natureza imaterial, pela produção do vídeo-documentário Brincadeira de Mestre e pela publicação do livro Mestres da Cultura. “Concorrer e ganhar fortalece o nosso trabalho e nós nos sentimos reconhecidos e com mais força para continuar lutando pela preservação desse patrimônio", disse Auda Piani Tavares, que representou a ONG.
Os outros premiados foram: Programa Escola de Artes Moinho Cultural Sul-Americano, que utiliza a dança, a música e a gastronomia como instrumentos para a construção do exercício da cidadania, do Instituto Homem Pantaneiro, de Mato Grosso do Sul, na categoria apoio institucional e/ou financeiro; Associação Amigos do Museu do Ceará, um espaço de educação e divulgação da história, da memória e do patrimônio cultural cearense, na categoria divulgação; o projeto de Atendimento Educativo que atende às escolas vizinhas aos sítios arqueológicos localizados nas áreas urbanas, do Museu Arqueológico de Sambaqui, da Fundação Cultural de Joinville (SC), na categoria educação patrimonial; Diretrizes para a Área de Especial Interesse Cultural Sítio Charqueador Pelotense, para o resgate da memória das charqueadas na cidade de Pelotas (RS) e de integração dos remanescentes do sítio ao ordenamento do município, por Ester Judite Bendjouya, na categoria pesquisa e inventário de acervos; e a Universidade Regional do Cariri, no Ceará, pelo GeoPark Araripe, que promove a proteção e a preservação da memória da terra e da evolução da vida, na categoria proteção do patrimônio natural e arqueológico. (Tatiana Matos)
Fonte: Agência Brasil.
17/10/2007


Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal