Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

O Carnaval terá a sua casa

Além da nova Torre de TV, Brasília vai ganhar outra obra do arquiteto Oscar Niemeyer. Inspirado no folclore nordestino, em que há espaço para todos os tipos de festas e ritmos, Niemeyer projetou o sambódromo definitivo da capital federal.
“Essas festas usualmente acontecem com um palco no centro e pessoas animadamente dançando ao redor”, afirma o arquiteto que criou Brasília. Em 120 dias, ele entregará o projeto definitivo ao governador José Roberto Arruda. Após a negociação do desenho, no mês passado, o arquiteto já fez um esboço das linhas do novo sambódromo .
A previsão é de que a obra tenha custo de R$ 900 mil. Com o projeto em mãos, a Secretaria de Obras fará uma licitação para contratar a estrutura complementar do espaço, como água, luz, telefones, infra-estrutura e instalações prediais. A proposta também precisa de aprovação do Corpo de Bombeiros, antes de sair do papel. A idéia é que o sambódromo fique pronto já para o Carnaval de 2009.
Pela Lei de Licitações, os projetos arquitetônicos de elevado valor artístico, como são consideradas as obras de Niemeyer, um profissional de “notória especialização”, têm dispensa da competição de preços. “É como se fóssemos contratar um artista plástico, ou seja, só aquele trabalho se encaixa no perfil”, explicou secretário-adjunto de Obras, Jaime Alarcão.
O espaço multiuso ainda não tem uma área definida. Os dois possíveis locais são onde nos últimos anos funcionou o Ceilambódromo, ou em uma área próxima ao Estádio Serejão, em Ceilândia, na confluência entre Samambaia, Ceilândia e Taguatinga, onde também será construída a nova sede do GDF.
De acordo com o secretário-adjunto de Cultura, Beto Sales, a área do Serejão tem acesso fácil, é perto do metrô e há uma grande densidade demográfica, atendendo a mais de um milhão de pessoas. “Mas há também a possibilidade de manter no mesmo lugar. A cidade de Ceilândia já deu exemplos de Carnaval bem organizado e que chama a população de todos os públicos do DF”, justificou o secretário-adjunto. A decisão virá junto com o projeto definitivo de Oscar Niemeyer.
Definitivo e com infra-estrutura
O novo sambódromo terá um palco central e barracas, distribuídas em pequenas áreas cobertas e circulares. Bebidas e comidas serão servidas em pequenas mesas espalhadas pelo ambiente. “É nesse vaivém das barracas para o palco que a festa acontece”, afirma Niemeyer.
A decisão do GDF de optar pelo trabalho do arquiteto é também por ele ser um dos idealizadores e responsáveis por grande parte dos projetos de relevância na capital do país, como a Catedral, o Museu e a Biblioteca Nacional.
A arquibancada será construída por etapas e acompanha a pista dos desfiles, prevista para ter 300 metros de comprimento. Os camarotes, banheiros, bares e outras instalações ficarão em um salão independente, a cinco metros de altura das arquibancadas. Niemeyer defende uma estrutura simples, mas monumental, com a cara de Brasília.
Para o presidente da União das Escolas de Samba do DF, Frederico Augusto Pereira, a mudança para um lugar definitivo tornará o Carnaval de Brasília ainda melhor. “Com um espaço certo e com infra-estrutura adequada, não teremos problemas com o Carnaval, como tivemos em outros anos”, comemorou Frederico. Com um novo espaço, mais pessoas freqüentarão os desfiles e festas carnavalescas de Brasília. “Com isso, vai ficar mais democrático e não só a Ceilândia estará perto da folia”, defendeu o Pereira. “Apoiamos a construção do Sambódromo e daremos todo o suporte necessário”, garantiu.
A foliã Laurinda Torres, 38 anos, não perde os desfiles das escolas de samba. "Acompanho as escolas há muito tempo e depois que passou para o Ceilambódromo ficou melhor ainda”, contou. Moradora de Ceilândia, no ano passado ela desfilou na Águia Imperial, escola de samba da cidade. “Brasília tem Carnaval sim e com a construção de um lugar definitivo vai criar uma tradição. Todos poderão participar; será ainda mais divertido e animado”, comemorou Laurinda.
Fonte: Governo do Distrito Federal
25/02/2008

 

Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal