Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Brasil lança campanha para comemorar 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Para celebrar os 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, composta por 30 artigos, serão realizados ao longo do ano cerca de 30 eventos como congressos, entrega de prêmios, shows e campanhas publicitárias. A intenção é criar ferramentas para popularizar o conceito de direitos humanos.
Um dos eventos que marca o calendário é a 1ª Conferência de Gays, Lésbicas e Transgêneros, em julho. Também será lançada uma revista de direitos humanos e realizadas as conferências nacionais dos direitos da pessoa idosa e da pessoa com deficiência.
Em junho, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve se reunir com presidentes de grandes empresas como a Gerdau, Petrobras e Votorantim, para falar sobre direitos humanos no trabalho. A informação é do ministro da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi.
Durante lançamento da Campanha Brasileira dos 60 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a ministra da Secretaria Especial de Políticas para Mulheres, Nilcéa Freire, citou como exemplo o Programa Pró-Equidade de Gênero, que busca alcançar a igualdade de gênero no mundo do trabalho. Segundo ela, o programa está provocando uma “revolução”.
“São as pequenas revoluções cotidianas que não saem nas manchetes dos jornais, mas que estão mudando a vida das pessoas”.
O ministro Paulo Vannuchi afirmou que os 30 pontos da Declaração Universal dos Direitos Humanos são “um programa político planetário que tem a fórmula exata da paz nos países e na relação entre eles”. Representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da Força Sindical participaram da cerimônia de lançamento da campanha e ouviram do ministro Vannuchi que é preciso realizar um encontro sindical para discutir com os trabalhadores a defesa dos direitos humanos.
A cerimônia foi realizada no Palácio do Planalto e contou também com a participação do ministro da Justiça, Tarso Genro. Ele falou sobre a importância do Judiciário na garantia dos direitos humanos.
A declaração completa 60 anos em 10 de dezembro. Os 30 pontos que a compõe tratam, por exemplo, do direito à locomoção, à propriedade e da proibição da tortura e do trabalho escravo e à igual proteção da lei. (Yara Aquino)
Fonte: Agência Brasil.
09/04/2008


Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal