Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Lula é premiado por ações de inclusão digital e de combate à pornografia na internet

Em reconhecimento às políticas federais de inclusão digital e de combate à pornografia infantil na internet, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi agraciado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) com o Prêmio Mundial de Telecomunicações e Sociedade da Informação 2009. A premiação ocorreu hoje (18), data que marca no Brasil o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
A UIT considerou relevantes para a escolha do presidente o fato de ele ter sancionado, em novembro do ano passado, a Lei 11.829, contra a exploração sexual de crianças na internet e a criação do serviço de denúncias contra a pornografia infantil implementado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos.
O presidente Lula, que hoje visita a China, gravou um vídeo com mensagem de agradecimento à instituição. Na mensagem, ele cita a lei que tornou crime a compra, veiculação e posse de material relacionado com pornografia infantil na internet. “É um fato que muito me orgulha e me honra, sobretudo porque as razões da premiação foram as medidas que temos tomado pela inclusão digital e contra a exploração sexual infantil na rede mundial [de computadores]”, diz o presidente na mensagem.
Sobre a inclusão digital, Lula afirma na mensagem que todas as escolas públicas urbanas estão sendo equipadas com internet banda larga e que foram distribuídos kits com computadores e outros itens para cerca de 5.500 municípios brasileiros.
A UIT integra a Organização das Nações Unidas (ONU) e atua na área de tecnologia da informação. Desde 2006 premia personalidades que tenham contribuído para democratizar o acesso às tecnologias da informação. O tema do prêmio esse ano foi Proteção das Crianças no Espaço Virtual. Entre os agraciados com o Prêmio Mundial de Telecomunicações e Sociedade da Informação em anos anteriores estão o criador do conceito de microcrédito e Prêmio Nobel da Paz, Muhammad Yunus, e o presidente do Senegal, Abdoulaye Wade. (Yara Aquino)
Fonte:Agência Brasil.
18/05/2009




Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal