Fale conosco, e-mail, telefone e endereço.
Abertura

Ministério da Cultura abre incrições para o 5º Prêmio Vivaleitura

O 5º Prêmio Vivaleitura, a maior premiação individual de fomento à leitura no país, foi lançado hoje (22) no Ministério da Cultura. Entre 2006 e 2009, 8,5 mil projetos foram inscritos e houve um investimento de R$ 360 mil. De acordo com o diretor de Livro e Leitura do Ministério da Cultura, Fabiano Santos, o prêmio faz o reconhecimento de iniciativas que estimulam o acesso à leitura no país.
“O Vivaleitura mostra que em todo o país, seja nas comunidades do Rio São Francisco, do Amazonas, do Nordeste, do Sul e do Centro-Oeste, há pessoas trabalhando para que o livro faça parte do cotidiano de crianças, jovens e adultos”, destaca.
Segundo Santos, os projetos apresentados, muitas vezes, servem de modelo para multiplicar outras iniciativas como é o caso do projeto Pontos de Leitura. Em 2008, foram criados 514 pontos, em 2009 e 2010, 718. O investimento total foi de R$ 7 milhões.
A diretora da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação Ciência e Cultura (OEI), Ivana Siqueira, relata que o prêmio foi criado para durar dez anos e que na quinta edição o objetivo já está sendo alcançado. “Nossa ideia é que as experiências sejam conhecidas e estimulem novas iniciativas. O brasileiro lê em média um livro por ano. Precisamos estimular novos leitores”, salienta.
O Vivaleitura já premiou projetos criativos em grandes cidades brasileiras e no interior do país. No projeto Jegue-Livro, uma professora leva livros no lombo de um jegue a comunidades rurais, no interior do Maranhão. Já no Clube de Leitura, no município de Pirapora, Minas Gerais, um pescador criou, ao lado de sua barraca de peixe, uma banca na qual faz o empréstimo gratuito de livros.
A professora Dinorá Couto Cançado, uma das finalistas do prêmio em 2007 com o projeto Luz e Autor em Braile (uma biblioteca voltada a deficientes visuais, em Taguatinga, Distrito Federal) disse que a participação no prêmio deu visibilidade ao seu trabalho.
“Me sinto premiada tanto quanto o primeiro lugar. A visibilidade que o trabalho alcançou com o prêmio não tem como segurá-lo mais. O número de frequentadores da biblioteca aumentou muito”, afirma.
O Vivaleitura é uma parceira da Organização dos Estados Ibero-Americanos para a Educação (OEI) e dos ministérios da Cultura e da Educação. O projeto é patrocinado pela Fundação Santilhana.
Os interessados em participar podem fazer a inscrição até o dia 5 de julho no site http://www.premiovivaleitura.org.br/ (Lisiane Wandscheer)
Fonte: Agência Brasil.
22/03/2010


Página de aberturaÍndice de notícias.

Índice do Canal